Fat Mike, do NOFX
 

A gravadora Fat Wreck Chords acaba de lançar um documentário A Fat Wreck detalhando sua história desde a sua fundação em 1991 por Fat Mike (NOFX) e sua namorada daquela época, Erin.

E para promover o filme, o frontman do NOFX acaba de dar uma entrevista para a Loudwire, onde o músico entra em detalhes sobre rixas entre o punk e o metal, sua definição de “se vender” e também porque ele acha que Henry Rollins estragou o Black Flag.

Sobre o famoso conceito de “se vender”, o músico comentou:

Loudwire: Em A Fat Wreck, foi engraçado quando o Chris Shiflett (Foo Fighters, Me First and the Gimme Gimmes, ex-No Use For a Name) disse que lá por 1996 uma criança veio pra ele e perguntou “Como é a sensação de estar em uma gravadora vendida como a Fat Wreck Chords?” Você parece ser a única pessoa qualificada para falar sobre o que “se vender” significa, já que de todas as maneiras você nunca se vendeu. Qual sua definição?

Mike: Eu diria que “se vender” é quando você acha que sabe o que é popular e daí você muda o som da sua banda para se encaixar naquilo. Eu não diria que é ir para uma grande gravadora ou algo do tipo. Porque ir para uma grande gravadora significa apenas que você quer esse tipo de carreira. Você quer esse tipo de distribuição, sabe, você sabe que as bandas não assinam com a Fat Wreck Chords para conseguir Discos de Ouro. Você não quer virar um sucesso comercial. Você assina com a gente porque você gosta das bandas na nossa gravadora e eles querem se tornar parte disso, o que é algo incrível de se ter. É tão incrível ter uma gravadora assim – nós ainda conseguimos assinar bandas sem precisar oferecer dinheiro.

Já sobre Henry Rollins, Mike foi bem direto:

Loudwire: Então você acha que todo mundo no punk meio que deixam os egos de lado?

Fat Mike: Nem todo mundo, mas é basicamente isso. Henry Rollins fez a Warped Tour, e ele não vinha sair com a gente, ele ficava dentro do ônibus. Até o Fletcher do Pennywise foi lá dar um presente pra ele, um vinil que ele ouviu que Rollins queria, e mesmo assim ele não saiu do ônibus. Tipo, que porra você pensa que é? E, por sinal, você estragou o Black Flag. [Risos]

Loudwire: Como que ele estragou o Black Flag?

Fat Mike: Bom, quando a gente assistiu o Black Flag, nós vimos a primeira reunião deles em 1983 e eles tinham Ron Reyes e então o Henry começou a cantar. Nós ficamos tipo, “ah cara, as músicas antigas eram melhores” e saímos. É só minha opinião. Meus álbuns favoritos do BF, bom, eu gosto do Damaged, mas depois daquilo eu não ouvi mais Black Flag. Ele colocou a porra do ego no Black Flag.

Caso queira conferir a entrevista na íntegra, clique aqui. Para comprar o documentário A Fat Wreck, você pode procurar mais informações no site do filme.

       
 
Compartilhar