O Bon Jovi está mais vivo do que nunca. A banda americana acaba de lançar seu 14º disco, chamado This House is Not For Sale, que é bem bom, por sinal (ouça no fim dessa publicação).

Mas o trabalho do líder e vocalista do grupo, que está com 54 anos, não se resume a isso. A Jon Bon Jovi Soul Foundation, instituição que ajuda pessoas pobres e moradores de rua, acaba de completar 10 anos.

Por isso, a edição de novembro da Billboard dedicou boa parte de seu conteúdo a contar essa história. A Fundação começou a partir da relação de Jon com seu time de futebol americano de arena preferido, o Philadelphia Soul.

Ele encontrou uma freira que ajudava as pessoas carentes da comunidade, e decidiu se unir a ela. Hoje, o grupo fundado por eles já tem cerca de 500 conjuntos habitacionais, 2 mil voluntários e alguns restaurantes populares espalhados por todos os Estados Unidos.

Mas a história mais curiosa é como Jon Bon Jovi viu em um ex-presidente a parceria perfeita.

Jon e Bill Clinton

Billboard de novembro de 2016

A parceria entre os dois começou durante a campanha de Clinton para a presidência, em 1992. A família de Jon apoiou a candidatura, e os dois se tornaram próximos.

Anos depois, o ex-presidente percebeu que a iniciativa do músico era boa:

Eu amei quando ele abriu o restaurante popular. Esse lugar faz com que pessoas de diversos lugares e formações entrem em contato com os pobres. E isso é o mais importante. Dessa forma os sem-teto podem encontrar profissões, participar de treinamentos.

Hoje, o trabalho de Jon, em parceria com Bill, já está bastante consolidado. Mas o vocalista disse à Billboard que esse é um momento chave para o futuro:

Nós estamos no precipício. Nós podemos abrir 10 restaurantes desse e pode ser maravilhoso, mas também pode sair do controle. Nós estamos a um passo de descobrir a maneira certa de fazer isso em grande escala.

Você pode ler mais sobre essa história, em inglês, por aqui, ou na edição de 5 de novembro da Billboard americana.