Um dos retornos mais aguardados da história do rock and roll é, sem dúvidas, o do Led Zeppelin.

Volta e meia os integrantes falam a respeito da possibilidade e nos últimos anos enquanto o guitarrista Jimmy Page tem dado vários sinais de que gostaria de fazê-lo, o vocalista Robert Plant é sempre enfático ao dizer que não é muito fã da ideia, chegando a fazer piada com o assunto.

E se Page era o cara que dava esperanças aos fãs, agora as coisas mudaram de figura.

Em entrevista para o Daily Beast, ele falou sobre uma possível reunião, e disse que “não consegue ver” isso acontecendo:

O Led Zeppelin era uma força criativa que você não pode simplesmente estalar os dedos e criar. Era uma mistura de quatro músicos mestres em suas artes, e cada um de nós era importante para a soma total que a banda era. Eu gosto de pensar que se eu não estivesse lá, os outros teriam tomado a mesma decisão de não seguir em frente [após a morte do baterista John Bonham].

Nós tentamos a reunião algumas vezes. Sempre parecia ser feito na pressa e nunca funcionou. É por isso que o show do O2 foi feito com tanta dedicação. Nós ensaiamos muito para que Jason (filho de John) se sentisse como parte da banda. Todos precisávamos que fosse assim. Mas eu não consigo ver isso acontecendo novamente, porque todos nós temos que concordar e concordar pelos motivos certos.

Recentemente o Led Zeppelin finalizou uma série de relançamentos de todos os discos da sua carreira com material bônus.