blink-182: 25 anos de Enema Of The State
Imagens: Divulgação

Um quarto de século: podemos dizer que essa é a idade do Pop Punk como o conhecemos hoje em dia, já que o subgênero do Rock ganhou muito de sua estética atual quando o blink-182 lançou o álbum Enema of the State, em 1º de junho de 1999.

Foi o terceiro disco da banda de Tom DeLonge e Mark Hoppus, o primeiro com o icônico Travis Barker na bateria e também o primeiro contrato de gravação profissional do grupo com uma grande gravadora, com liberdade para produzir um som em que realmente acreditavam.

Curiosamente, o blink usou esse poder para adotar uma fórmula que, no fim das contas, também agradava seus empresários – criar músicas mais melódicas e acessíveis, com um ritmo mais cadenciado que o álbum anterior, Dude Ranch (1997), e singles prontinhos para as grandes rádios e a MTV.

O resultado foi um disco de 12 faixas e 35 minutos que tem os clássicos “All the Small Things”, “What’s My Age Again?” e “Adam’s Song”, além de músicas excelentes que aparecem nos shows da banda até hoje, como “Dumpweed” e “Aliens Exist”.

Continua após o vídeo

A história de Enema of the State, do blink-182

Naquele final de década de 1990, o blink-182 ganhava cada vez mais popularidade graças ao hit “Dammit”, justamente do disco Dude Ranch. Esse foi o primeiro trabalho da banda com uma grande gravadora, a MCA – que depois se tornaria parte da Universal Music.

A responsabilidade para cima de Tom e Mark crescia proporcionalmente, e a dupla decidiu dar um ultimato para que o baterista Scott Raynor parasse de beber, o que havia sido um problema durante a extensa turnê anterior.

Mesmo com a concordância de Scott, os dois compositores preferiram seguir adiante com um novo baterista chamado Travis Barker, que veio “emprestado” do The Aquabats, banda companheira do blink nas estradas e conhecida por tocar Ska Punk.

As gravações para Enema of the State começaram em outubro de 1998 no estúdio que era como uma casa para DeLonge e Hoppus, o DML Studios na Califórnia. Pela primeira vez, o blink-182 passou duas semanas concentrado apenas em escrever e aprimorar novas músicas.

Fazendo seu trabalho de estreia com o grupo, Barker não sentiu a pressão e gravou todas as faixas de bateria em oito horas – com um detalhe: se nos álbuns seguintes o baterista usou um metrônomo, neste ele gravou tudo ao vivo, sem o auxílio de tempo.

Continua após o vídeo

Capa, clipe “peladão” e curiosidades de Enema of the State

Para produzir o álbum, o blink-182 foi atrás do produtor que era famoso pelo clássico Dookie (1995), do Green Day. Jerry Finn já havia trabalhado com Tom e Mark quando eles gravaram a música “Mutt” para a trilha sonora do filme American Pie, também de 1999.

Para a capa, a banda queria usar o estereótipo da “enfermeira sexy”, e a gravadora mostrou fotos de modelos como opções. O blink acabou escolhendo a atriz Janine Lindemulder sem saber que ela trabalhava em filmes pornô, algo que Jerry Finn descobriu só depois.

Janine também aparece no videoclipe mais icônico de Enema of the State, e um dos mais memoráveis da carreira da banda: o de “What’s My Age Again?”, em que os integrantes aparecem correndo pelados pelas ruas de Los Angeles – assista acima.

Em sua autobiografia Can I Say (2015), Travis Barker contou sua reação ao ouvir a ideia dada pelos diretores do clipe, Marcos Siega (Weezer, System Of A Down, Papa Roach) e Brandon PeQueen:

A primeira coisa que fizemos depois de gravar o disco foi filmar um clipe para ‘What’s My Age Again?’. Os diretores descobriram que às vezes a gente ficava sem roupa no palco, então pediram pra que fizéssemos isso no vídeo também. Uma semana depois, estávamos correndo nus pela Third Street em Los Angeles.

As pessoas ficavam encarando e tocando a buzina do carro, e isso durou cerca de 15 horas. Entre os takes a gente colocava roupas, mas aí tínhamos que tirar de novo. Os diretores ficaram gritando ‘dispam-se!’. Quando tinha crianças por perto, eles nos davam umas sungas da cor da nossa pele, mas elas não eram muito melhores do que ficar pelado mesmo.

A carreira do blink-182 de lá para cá

O clipe de “What’s My Age Again?” ficou entre os mais reproduzidos da MTV por incríveis dois anos, e o álbum Enema of the State vendeu mais de cinco milhões de cópias e se tornou 5x disco de Platina.

Atualmente, das cinco músicas mais ouvidas do blink-182 no Spotify, três são desse álbum, incluindo “All The Small Things” que já passou de um bilhão de plays.

Após o lançamento do disco, a banda embarcou em sua primeira grande turnê por arenas, fez shows junto com o Bad Religion e festivais como Reading e Leeds. Essa fase ainda resultou no primeiro álbum ao vivo do grupo, o emblemático The Mark, Tom and Travis Show (2000).

Hoje é dia de dar play bem alto e comemorar os 25 anos de um dos discos mais importantes e influentes do Punk Rock nas últimas décadas!

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!