Presidente do Olodum é anunciado como futuro chefe da Fundação Palmares
Reprodução / Instagram

O baiano João Jorge, atual presidente do aclamado grupo Olodum, irá assumir o comando da Fundação Palmares a partir de 2023.

A informação foi confirmada pela futura ministra da Cultura, a também baiana Margareth Menezes na tarde desta quinta-feira (22) no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Brasília, onde a equipe de transição do presidente eleito Lula está atuando. Margareth declarou:

Convidei – e ele já aceitou – o João Jorge, presidente do bloco Olodum, um dos fundadores do bloco Olodum, para fazer o resgate da Fundação Palmares. A Fundação Palmares foi completamente depredada – fisicamente e também na sua estrutura interna.

Fundação Palmares no governo Bolsonaro

Como mostramos algumas vezes anteriormente, a Fundação Palmares foi envolvida em diversas polêmicas durante o governo do futuro ex-presidente Jair Bolsonaro.

Sérgio Camargo, que liderou a fundação até março deste ano, fez uma série de declarações polêmicas e adotou medidas que foram duramente criticada por diversos setores da sociedade.

Durante sua gestão na Palmares, Camargo retirou de uma lista de personalidades negras da instituição nomes ilustres como Gilberto Gil, Elza Soares, Milton Nascimento e a escritora mineira Conceição Evaristo. Lembre aqui.

Além disso, ele atacou artistas e ainda propôs mudar o nome da fundação para “Princesa Isabel”.

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!