Elon Musk anuncia mensalidade no Twitter
Foto de Elon Musk via Shutterstock

Nesta quinta-feira (17), a #RIPTwitter esteve entre os principais assuntos comentados justamente no Twitter. A hashtag assustou muita gente, e vimos uma série de usuários da rede social se preparando para uma possível queda definitiva da plataforma. Mas, fica a pergunta: o Twitter vai acabar?

A resposta não é tão simples e, na verdade, é impossível dizer com certeza neste momento. No entanto, é bem improvável que o Twitter acabe neste exato momento, mas é importante entendermos o que está acontecendo para ficarmos situados. E, como você já deve saber, tudo passa pela compra de Elon Musk.

Depois de pagar 44 bilhões de dólares para ser dono da rede social, Musk tem se mostrado determinado a repaginar a plataforma; como falamos aqui, uma das suas primeiras mudanças foi justamente com os verificados, o que rendeu uma enorme confusão e já adicionou sinais de desconfiança.

Elon Musk e seu “Twitter 2.0”

No entanto, o pior veio na quarta-feira (16), quando o bilionário enviou uma espécie de “ultimato” para trabalhadores do Twitter. Segundo ele, para tornar possível a sua visão (um tanto quanto megalomaníaca) de um “Twitter 2.0”, seria necessário um comprometimento dos funcionários a uma cultura hardcore, de muito mais trabalho do que antes.

Como era de se esperar, centenas de empregados não receberam bem essa ordem e escolheram a demissão ao invés de permanecer trabalhando para a plataforma. Foram essas pessoas que usaram a própria rede para avisar que, com essa saída em massa, tudo estava sendo colocado sob risco.

Isso porque engenheiros e outros funcionários fundamentais para o funcionamento da plataforma teriam deixado seus cargos e, até o momento, Musk não teria conseguido substitutos para as funções, ainda que tenha remanejado funcionários de suas outras empresas, inclusive a Tesla, para seu novo projeto.

Mas, ao menos publicamente, Elon não chega nem perto de reconhecer isso. Com a plataforma ainda ativa, o empresário segue dizendo em sua conta que tudo está bem e reforçou que “as melhores pessoas continuam” trabalhando na empresa, além de ter apontado que o Twitter teve um novo recorde de usuários ativos em meio ao pânico do possível fechamento.

O Twitter vai acabar?

Voltando à pergunta inicial, a resposta segue a mesma: ninguém sabe, por enquanto, se o Twitter vai acabar ou não. O risco é definitivamente real e há diversos relatos de ex-funcionários circulando para apontar isso, além destes também terem deixado claro que a situação, neste momento, é de um “barco à deriva”.

Basicamente, o Twitter estaria funcionando graças a trabalhos anteriores. Mas, assim que encontrar um bug ou algum problema mais complexo que não possa ser resolvido pelos empregados remanescentes ou remanejados por Musk, a plataforma corre o risco de sair do ar por tempo indeterminado.

Enquanto isso não acontece, a rede social segue no ar — mas já com alguns poréns. O site downdetector.com, especializado em identificar quedas de sites na internet, tem mostrado um aumento considerável de problemas com o Twitter; ao mesmo tempo, o controle de fake news e disseminação de informação falsa também está supostamente bastante reduzido por conta da queda de staff.

O que fazer se o Twitter sair do ar?

Com tantos anos de história, o Twitter é uma parte integral da vida de muitas pessoas. Por isso, é natural que haja uma preocupação com o que será feito caso a rede social saia do ar.

Primeiramente, é importante ressaltar que você pode ter acesso a um arquivo de todos os seus dados presentes na plataforma. Para isso, basta clicar no ícone dos três pontinhos (mais) na barra de navegação e selecione Sua conta no menu. Depois, clique em Faça download de um arquivo com seus dados e siga as instruções na tela.

Além disso, muitas pessoas já tem compartilhado links de suas outras redes sociais (como o Instagram e o Facebook) para que possam ser acompanhadas pelos seguidores nessas plataformas em último caso.

Por fim, uma alternativa mais extrema é a mudança para serviços menores e similares ao Twitter, como a rede social Koo e o Mastodon, que são pouco conhecidos mas estão ganhando uma legião de novos usuários por conta destes episódios recentes. Vale destacar que é sempre importante conhecer melhor essas plataformas antes de compartilhar seus dados!

Enquanto ainda existe Twitter…

não deixe de seguir o TMDQA! por lá e acompanhar todas as novidades do mundo da música e entretenimento de forma geral. Por via das dúvidas, nos siga também no Instagram e no TikTok, além de curtir nossa página no Facebook.

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!