Bruce Dickinson em Toronto, 2019
Foto de Bruce Dickinson via Shutterstock

Em seu giro de palestras pelos Estados Unidos, Bruce Dickinson conversou com fãs durante apresentação em Orlando, na Flórida, e tirou sarro dos Beatles ao contar como decidiu virar vocalista.

No evento, o cantor revelou que inicialmente pensava em se tornar um baterista, mas que decidiu partir para o canto depois que escutou a faixa “Let It Be”, composta pelo quarteto de Liverpool para o álbum de mesmo nome.

Dickinson sacaneou a música pelo fato da letra repetir por diversas vezes o mesmo trecho (via Whiplash):

‘Let it Be?’ Sim. ‘Let It Be’? Sim. ‘Let it Be’. Sim. ‘Let it…?’. Let it Be! ‘Let it…’ não! ‘Whisper words of wisdom’, [e depois] ‘Let it Be?’ BINGO! E a brilhante ideia
veio em minha mente que talvez se eu pudesse fazer milhões de dólares escrevendo
uma merda como essa. Tenho que ser um cantor, não um baterista!

Exagerou?

Bruce Dickinson e a canção mais subestimada do Iron Maiden

Em outra apresentação recente também na Flórida, Bruce revelou qual é a música do Iron Maiden que ele considera a mais subestimada da carreira de sua banda.

Ao ser confrontado por alguém na plateia, o roqueiro respondeu que a canção “Total Eclipse”, faixa que foi lado B do single “Run to the Hills”, de 1982, ocuparia este posto.

Veja abaixo o trecho em que Bruce Dickinson fala de “Let It Be” e até dá uma palhinha (a partir do minuto “2:30”).

LEIA TAMBÉM: Fim de uma era: Bruce Dickinson não irá mais pilotar avião do Iron Maiden

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar