Alec Baldwin em 2017
Foto de Alec Baldwin via Shutterstock
 

Nos últimos dias, falamos aqui mais cedo sobre o trágico acidente que aconteceu no set de filmagem de Rust, no qual Alec Baldwin disparou uma arma cenográfica e acidentalmente matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos de idade.

Em uma nova declaração, o pai da diretora deu alguns esclarecimentos sobre a situação e deixou claro que não culpa o famoso ator pelo falecimento da filha. Anatoly Androsovych, pai da cineasta de origem ucraniana, explicou ao The Sun:

Alec Baldwin não tem culpa, a responsabilidade é da equipe dos objetos cenográficos, que cuida das armas.

Ele também confirmou a informação do próprio Baldwin, que afirmou estar em contato constante para oferecer apoio à família; segundo Anatoly, um dos mais afetados tem sido o filho de Halyna, que estaria “perdido sem a mãe”. O ucraniano tenta encontrar uma forma de ir aos Estados Unidos para se despedir da filha e poder cuidar do neto.

Alec Baldwin teria recebido ok para uso de “arma segura”

De acordo com informações recentes de um relatório policial inicial (via BuzzFeed News), Alec Baldwin teria recebido autorização para disparar a arma em questão antes do trágico acidente.

Um assistente de direção teria gritado “arma fria” ao entregar o objeto para Baldwin, prática de costume nos sets de filmagem quando se trata de uma arma segura, que pode ser disparada sem lesionar os presentes. Essa pessoa, de acordo com o detetive responsável pelo caso, “não sabia que balas ‘vivas’ estavam na arma” ao entregá-la ao ator.

Há uma crença da polícia de que o incidente pode ter sido filmado, de modo que os registros poderiam ajudar a encontrar o verdadeiro culpado pela situação.

No entanto, apesar de tudo isso, há relatos do Los Angeles Times de que pelo menos seis pessoas da equipe do longa teriam abandonado as gravações horas antes do acidente por acreditarem que as condições de trabalho não eram ideais.

Tudo que aconteceu também vem servido como base para diversos protestos de trabalhadores da indústria, que pedem mais segurança em set com medidas que permitam evitar outros acidentes como este e o que matou Brandon Lee, filho do famoso ator Bruce Lee, de maneira bastante similar em 1993.

 
Compartilhar