Alanis Morissette
 

A incrível Alanis Morissette fez uma revelação que deixou muitos fãs chocados.

Em seu novo documentário Jagged, que foi visto pelo Washington Post, a cantora canadense diz que foi estuprada por vários homens quando tinha apenas 15 anos de idade e era uma estrela em ascensão na música.

Conforme reproduz a CoS, Alanis revela que achava estar consentindo mas, hoje, consegue enxergar todos esses homens como pedófilos:

Precisei de anos de terapia para sequer admitir da minha parte que eu tinha sido uma vítima. Eu sempre dizia que eu estava consentindo, e aí eu era lembrada de que, tipo, ‘Ei, você tinha 15 anos, você não está consentindo aos 15 anos.’ Agora eu penso tipo, ‘Ah sim, eles todos são pedófilos. Tudo isso é estupro estatutário [algo como o ‘estupro presumido’, da lei brasileira].’

Eu contei a algumas pessoas e meio que ninguém deu ouvidos. Geralmente era um momento [em que as pessoas] se levantavam e saíam da sala.

Ao detalhar como esses estupros aconteceram, a cantora afirma que era algo como um “ângulo holandês” do cinema. Nas telonas, a técnica é utilizada quando a câmera é colocada em uma inclinação, para dar um sentimento de que algo ameaçador vai acontecer em breve:

Com quase todas as pessoas com quem eu trabalhava, havia algum momento em que a câmera fazia um ângulo holandês.

Ela ainda finaliza contando que, depois desse momento, só haviam duas possibilidades: ou a relação se acabava ou “haveria algum grande segredo que nós guardaríamos para sempre”. Vale lembrar que, no Canadá, a idade de consentimento é 16 anos.

Alanis Morissette e Jagged

O novo documentário sobre a cantora, produzido pela HBO e ainda não disponível para o público geral, conta com diversas entrevistas novas que falam sobre temas delicados, inclusive sobre a pressão para ficar magra, por exemplo.

Morissette, infelizmente, parece ter se arrependido da participação ou desgostado do resultado. Não há informações exatas sobre o que teria lhe incomodado, ainda mais pelo fato dela ter sido descrita como “uma entrevistada empolgada”, mas ela não foi a nenhum evento do documentário e, aparentemente, não pretende ir.

 
Compartilhar