Daniel Ek, CEO do Spotify
Foto de Daniel Ek via Shutterstock
 

Daniel Ek pode estar sendo cobrado por músicos como Paul McCartney, mas aparentemente não está lá muito preocupado com melhorias financeiras no Spotify.

Aos 38 anos de idade, o empreendedor sueco que tem uma fortuna estimada em 4.5 bilhões de dólares (!), deu uma declaração recentemente que deu o que falar.

Isso porque o cara aproveitou o verdadeiro turbilhão que varreu o futebol europeu nos últimos dias com a ideia da Superliga para expressar um sentimento em relação ao Arsenal, da Inglaterra.

Daniel Ek, Spotify e Futebol

Em sua conta oficial no Twitter, Ek demonstrou interesse em comprar o clube inglês caso ele fosse colocado à venda.

Por lá, falou:

Quando eu era uma criança, torci para o Arsenal durante todo o tempo. Se a KSE quisesse vender o Arsenal eu ficaria feliz em entrar na concorrência.

Em tempo, KSE é a Kroenke Sports & Entertainment, empresa norte-americana com base em Denver, Colorado, que controla sete times de esportes profissionais, é dona de três estádios e dois times de e-sports.

Além do Arsenal e do time de futebol feminino do clube inglês, a KSE é dona do Los Angeles Rams (futebol americano), Denver Nuggets (basquete), Colorado Avalanche (hockey), Colorado Rapids (futebol), Colorado Mammoth (lacrosse), Los Angeles Gladiators (Overwatch) e Los Angeles Guerrillas (Call of Duty).

Reações de Músicos e Artistas

É claro que a declaração do dono do Spotify gerou muita controvérsia e diversas respostas nada amistosas.

Tim Burgess, vocalista do The Charlatans, pediu para que Daniel Ek “resolvesse as coisas com os músicos antes de lidar com futebolistas”.

Outras pessoas tiraram sarro dizendo que a empresa que controla o Arsenal “não aceitaria 0.000007 centavos”.

Um outro seguidor do cara sugeriu que o pagamento aos jogadores poderia ser de “0.00001 por chute na bola”.

Recentemente o movimento que pede por remunerações maiores no streaming ganhou bastante força e nós te falamos por aqui sobre como até Paul McCartney, lenda dos Beatles, entrou na jogada.

 
 
Compartilhar