Jon Schaffer, do Iced Earth, na invasão ao Capitólio
Foto via Wikimedia Commons
 

Apesar de ter sido preso por invadir o Capitólio dos EUA em nome de Donald Trump, o vocalista e guitarrista Jon Schaffer não era tão apegado assim à política — pelo menos até 2020.

Novas informações da televisão local de Indiana, onde o músico residia até ser detido pelo governo dos EUA, mostram que os registros eleitorais de Jon dão conta de que ele não participou de nenhuma das 3 eleições anteriores a 2020, pelo menos na questão presidencial.

Naturalmente, não há informações sobre quem eram os candidatos prévios escolhidos por Schaffer nem o de 2020 (apesar deste ser bem óbvio). Não sabemos também se ele chegou a participar das eleições estaduais.

O mais curioso de tudo é que dos quatro homens residentes do estado de Indiana presos pela invasão ao Capitólio, Jon é o único que chegou a votar em 2020 — todos os outros, apesar dos protestos, nem sequer participaram da eleição que eles afirmavam sem evidências ter sido fraudada.

Jon Schaffer e invasão ao Capitólio

A lista de acusações contra o músico simpatizante da extrema direita é bem extensa: Schaffer será julgado por seis crimes cometidos durante o incidente do dia 6 de Janeiro, dentre os quais está o uso de um “spray anti-ursos” contra oficiais de justiça. Você pode ver a lista completa por aqui.

Vale lembrar, ainda, que a gravadora Century Media já rompeu todos os laços não apenas com o Iced Earth mas também com o projeto paralelo de Jon, Demons & Wizards.

   
 
Compartilhar