Jon Schaffer, do Iced Earth, na invasão ao Capitólio
Foto via Wikimedia Commons
 

A lista de acusações formais contra Jon Schaffer, líder do Iced Earth preso no último domingo (17) por invadir o Capitólio em apoio a Donald Trump, foi divulgada pelo FBI.

O metaleiro será julgado por seis crimes cometidos durante o incidente do dia 6 de janeiro. Para relembrar, um grupo de apoiadores do (em breve ex-)presidente dos Estados Unidos não só invadiu a sessão que validou a vitória de Joe Biden, como também vandalizou o local — o “protesto” terminou com cinco mortes.

Um tweet do FBI de Indianapolis revela, ainda, que Schaffer usou “spray de ursos” contra os policiais durante o conflito. Já o comunicado oficial diz (via Loudwire):

Schaffer estava entre os manifestantes que pulverizaram policiais do Capitólio dos Estados Unidos com ‘spray de urso’. Essa é uma forma de spray de pimenta de capsaicina vendida por muitos varejistas de rua […]. Schaffer foi fotografado e filmado em um vídeo de vigilância portando o ‘spray de urso’ e se envolvendo em altercações verbais com policiais do Capitólio dentro do prédio. Schaffer é visto segurando um óculos de sol transparente em uma fotografia e ‘spray de urso’ em outras.

Ainda não se sabe quantos anos Jon Schaffer pode enfrentar na cadeia pelos seus crimes. Leia abaixo a lista de acusações formais contra o músico.

Na sequência, você também pode ver as fotos compartilhadas pela polícia.

Jon Schaffer e a Justiça

Fotos de Jon Schaffer no Capitólio

  • Entrar ou permanecer intencionalmente em qualquer edifício ou terreno restrito sem autoridade legal
  • Perturbar a conduta ordenada de negócios governamentais
  • Se envolver conscientemente em um ato de violência física contra qualquer pessoa ou propriedade em qualquer edifício ou terreno restrito
  • Entrada violenta e conduta desordeira em um edifício do Capitólio
  • Envolver-se em um Ato de Violência Física no Capitólio
  • Desfile, manifestação ou piquete em um edifício do Capitólio

LEIA TAMBÉM: Ariel Pink perde disputa judicial contra ex-namorada que denunciou abuso

Ouça o novo álbum do Melim!