Comício de Donald Trump

Hoje mais cedo o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um comício em Washington, D.C.

Acontece que o objetivo não era falar sobre a transição para o próximo governo ou lidar com a séria crise da COVID-19 pela qual o país está passando, chegando a quase 4 mil mortes diárias (!).

Ele estava lá para novamente alegar, sem provas, que as eleições presidenciais dos EUA foram “roubadas” para dar o cargo a Joe Biden, e estimulou que seus seguidores invadissem o Congresso onde Deputados e Senadores estavam reunidos para certificar a vitória do Democrata nas urnas.

Isso efetivamente aconteceu e, há algumas horas, o mundo todo está falando sobre como o Capitólio foi invadido e vandalizado por apoiadores do milionário que não quer largar o posto que ocupa de jeito nenhum.

Trilha Sonora do Comício

Acontece que, aparentemente, o DJ responsável pelas canções do ato impensado de Donald Trump quis sacanear a plateia e mandou ver em músicas sobre funerais, derrotas e tentativas frustradas.

Entre as canções executadas está “My Heart Will Go On”, da canadense Céline Dion, conhecida por ser parte da trilha sonora do filme Titanic, que fala sobre um barco afundando.

Outro clássico veio na forma de “In The End”, do Linkin Park, cuja letra diz o seguinte:

Eu tentei tão duramente e cheguei tão longe
Mas ao final das contas, isso nem importa
Eu tive que cair para perder tudo
Mas ao final das contas, isso nem importa

Outra canção da banda de Mike Shinoda e Chester Bennington também veio com “I Tried So Hard”, cujo título traduz para “Eu tentei dão duramente”.

Outras aparentes trolladas foram executadas quando “Brain Damage”, ou “Dano Cerebral”, do Pink Floyd, saiu das caixas de som. De forma similar, “Funeral For A Friend”, de Elton John, serviu como trilha para os últimos dias da presidência de Donald Trump.

“Candle In The Wind” e “Goodbye Yellow Brick Road”, de Elton John, também foram executadas de acordo com o site Consequence Of Sound.

Definitivamente o responsável pelo som é um opositor de Donald Trump ou assumiu o controle das canções sem nenhuma noção, né?

Você pode assistir a diversos vídeos desses momentos logo abaixo.