Doggface viraliza ao som de Fleetwood Mac
Reprodução/Instagram
 

Comentamos recentemente que cada vez mais os recursos do TikTok estão sendo utilizados estrategicamente pela indústria da música.

Após artistas testarem suas canções através do aplicativo antes de lançá-las integralmente, a novidade da vez é que as gravadoras estão tentando ao máximo se aproximar da geração TikTok e fazer com que músicas de seus artistas viralizem e retornem ao topo das paradas (via Digital Music News).

Um exemplo que chamou muita atenção das empresas foi a repercussão do vídeo do influencer Doggface, andando de skate, bebendo um suco e escutando a incrível faixa “Dreams”, do Fleetwood Mac.

Falamos aqui que após o vídeo viralizar e ser aprovado inclusive pela própria banda, as vendas da canção chegaram a triplicar em questão de dias.

Novos Virais no TikTok

Aproveitando esse retorno dos clássicos, gravadoras como a Epic Records (Sony Music Entertainment) estão investindo em TikTokers como a famosa Charli D’Amelio, para criar coreografias para os sucessos de seu catálogo.

Passinhos de danças ao som de Michael Jackson já foram registrados pela jovem e sua família. Claro, colocando na legenda a hashtag #EpicRecordsPartner para anunciar a parceria que já foi curtida mais de 5 milhões (!) de vezes.

Continua após a publicação 

@charlidamelio#epicrecordspartner

♬ Man in the Mirror – Michael Jackson

Há outras estratégias sendo utilizadas também, como a de Frank Sinatra, que agora tem um canal verificado e quando qualquer vídeo utilizar uma de suas músicas, será vinculado a essa conta.

Recentemente o Queen também liberou as suas músicas para uso na plataforma, sinalizando que quer entrar na brincadeira.

Pensando que o TikTok está no seu auge e tem ajudado a divulgar não só artistas mas também diversas músicas para o público jovem, fazer o uso dessas estratégias não é uma má ideia.

O questionamento é até quando elas irão funcionar, já que sabemos que os usuários da plataforma estão prezando cada vez mais pela espontaneidade e autenticidade dos produtores de conteúdo.