RROCHA é o nome artístico de um músico que já está há algum tempo fazendo acontecer nos holofotes e nos bastidores da música brasileira.

O gaúcho Rafael Rocha ficou conhecido por fazer parte da banda Wannabe Jalva e desde que ela encerrou as atividades, passou a atuar de maneira muito forte no audiovisual, trabalhando em projetos incríveis ligados à produtora NOIZE.

Hoje, porém, é dia de celebrar o legado mas mirar no futuro, e para isso temos aqui a estreia do vídeo oficial para “De Que Lado”, parceria de RROCHA com o rapper gaúcho Zudizilla.

No vídeo, é possível ver como o artista condensou tantas influências diferentes de áudio e vídeo para celebrar a sua obra de maneira intensa, com muitas luzes e cores, além de experimentar um novo lado de sua sonoridade, voltada ao Rap.

Ao falar sobre como tudo isso foi se construindo ao longo dos últimos anos, Rafael comentou ao TMDQA!:

A música sempre é o que movimenta, em tudo na minha vida. Não importa se é fazendo ela de fato, tocando e estando em cima do palco, ou se é fotografando, dirigindo, cobrindo festivais, é ela que tá ali levando o barco. Eu acredito que os dois universos, o de artes visuais e o da música, são completamente complementares, penso música visualmente, e ao mesmo tempo, imagens sonoras. Pra mim, os dois mundos estão totalmente ligados. Muitas vezes eu to dirigindo uma cena, por exemplo, e eu penso no ritmo dela, em que música estaria ali na montagem final, isso me ajuda a enxergar muito mais longe, e com a música nem se fala, muitas vezes eu to compondo ou escrevendo uma letra com o filme todo pronto na cabeça! (risos)

Além disso, RROCHA ainda falou sobre como conciliou todos os lados na hora de misturar tantas ideias em um lugar só que fizesse sentido:

Está sendo puxado! Mas muito gratificante. Desde que a Jalva entrou em hiato, eu sabia que eu queria fazer um projeto futuro que desse vazão a todas as minhas expressões artísticas, filme, foto, música. Então eu coloquei isso na cabeça, que eu ia traçar um caminho novo onde o visual e a música tivessem o mesmo peso. Isso não quer dizer que sempre vai ser o formato clipe, curta, mas que as possibilidades estão abertas para ir a fundo onde as abordagens me levarem.

Desde então, foram muitas horas e horas pensando, produzindo, organizando tudo para que eu conseguisse lançar essa história toda da maneira (mais próxima) do ideal que eu consegui. Contei com a ajuda de um time de amigos e colaboradores, para dar o suporte necessário nessa loucura, pessoas das mais diversas áreas que somaram e somam dando um pouco da sua cara para o produto final.

‘DE QUE LADO’ é o capítulo 1 de uma história maior, que unidos compõem o filme Conterrâneos Estrangeiros. O filme está ligado ao disco, que também tem sua versão em livro (previsto para março de 2021), tudo com o mesmo nome, integrado e ligado entre si, tornando esse um projeto totalmente multidisciplinar.

RROCHA, Música e a Pandemia

É claro que não há como falar a respeito de novos trabalhos em 2020 sem abordar a pandemia do novo Coronavírus, e perguntamos ao artista sobre como isso influenciou a sua obra.

Além das questões mais práticas e técnicas, como trabalhos remotos com outros profissionais, RROCHA nos falou especificamente sobre como foi difícil ter uma grande pausa para alguém que vivia a estrada e estava embarcando em novos projetos a cada semana:

Foram muitos, mas com certeza a repetição dos dias, o eterno dia da marmota, foi o mais difícil. Pra mim, que sempre estive acostumado a estar viajando toda semana para trabalhos, estrada, festivais, foi bem estranho. E em relação à produção do RROCHA, por sorte, eu estava programado para começar a lançar os conteúdos em abril, justamente um mês depois de ter estourado a pandemia no Brasil. Se eu tivesse começado logo no início, teria dado um break e uma falta de continuidade muito pior, tanto para quem iria consumir, como para mim, que ia entrar em parafuso vendo um projeto que eu estava fazendo há dois anos adiar e ficar no limbo cada vez mais.

A boa notícia é que tudo acabou dando certo e esse é só o começo de um trabalho que será marcado pela diversidade e pela pluralidade de gêneros.

Sobre o Rap e especificamente Zudizilla, o artista explicou como se deu o processo que pode ser visto e ouvido logo abaixo:

Quero ter a liberdade de fazer vários tipos de sons. Sempre ouvi muito rap e eu
queria trazer isso pro meu trabalho. O Zudizilla é um dos rappers mais
interessantes da atualidade e como eu, ele pensa muito no visual do que
apresenta. Sem contar no background muito grande e um flow inacreditável.
Mandei a música que fiz no violão para ele que me respondeu em três dias com
a letra pronta.

O jeito agora é ouvir pra sacar todas essas referências, não é mesmo?

Pois você pode apertar o play logo abaixo e apreciar uma obra verdadeiramente pensada para as telas e os fones de ouvido. Vem com a gente.

RROCHA – “DE QUE LADO” feat. Zudizilla – Letra

Desse lado restou
o gosto que se sente
Em um segundo passa
vendo a chuva cair,
mas em cada gota que me fez mar,
um novo dia pra remar,
temporal.
E nesse acaso que sou

de dentro pra sair, vou.
No descompasso chegar,
num ritmo tardio.
Sei que o menos é sempre mais,
que tudo que vem e que vai,
vendaval.
O quanto em você vem de um outro lugar?
Levo no peito a razão de encontrar
Abro o caminho pro corpo fechar
Tiro o espinho, sem medo de sangrar
(Pa pa pa-para) O canto no vento, um sopro de vida
(Pa pa pa-rara) Vozes derrubam
O que escorre pra dizer
Eu não vou me acomodar
Vida lenta apressa me o relógio
Vida passa bem em frente aos olhos
Fico a admirar e peso os ombros
Volto a segurar o mesmo copo
Dias cinzas e problemas de outrora
Horas que se vão e eu sem sono
Imagens na janela sem som
E eu penso em alto volume:
O mal de ser parece que nos une
Pra nao dizer que eu aceitei o impulso
Eu virei o espelho pra parede
Talvez seja o primeiro ou o último dia igual a esse
Foi a constância que me fez imune
Não me pergunte, vai com medo mesmo
Eu pulo fases sem saber direito o que fazer
E a sete chaves guardo o que trouxeram me de lá
Num sopro o tempo passa, e eu volto e lembro
O quão intensa é a força que faz
Eu não me acomodar
O quanto em você vem de um outro lugar?
Levo no peito a razão de encontrar
Abro o caminho pro corpo fechar
Tiro o espinho, sem medo de sangrar
(Pa pa pa-para) O canto no vento, um sopro de vida
(Pa pa pa-rara) Vozes derrubam
O que escorre pra dizer
Eu não vou me acomodar
De que lado você vem?
De que lado você vem.
O certo no errado
Abrigo no estrago
De que lado você vem?

Ficha Técnica

Música composta por Rafael Rocha
Letra por Rafael Rocha e Zudizilla
Produzido por Rafael Tudesco
Mixado por Tiago Abrahão
Masterizado por Arthur Joly
Teclados e Vozes – Rafael Rocha
Voz – Zudizilla
Teclados – Pedro Dom
Synth Bass – Andre de Santanna
Percussão – Leonardo Costa
ficha técnica filme:
Direção: Antônio Torriani e Rafael Rocha
Roteiro: Antônio Torriani e Rafael Rocha
Direção de Fotografia: Lucas Cunha
Fotografia Still: Eduardo Dall'Oglio e Rafael Rocha
Direção de Arte: Antônio Torriani e Rafael Rocha
Edição: Antônio Torriani, Pedro Krum e Rafael Rocha
Produção: Isadora Pillar, Marco Bajotto e Thiago Piccoli
Produção de Elenco: João Bachilli (Grupo Tholl), João Schmidt (Grupo Tholl) e
PVZERA
Produção de Base: Larissa Ely
Apoio de Produção: Tiago Abrahão
Styling: Julia Feil
e Juliana Franarin
Design: Rafael Rocha
Colorista: David Queiroz (BLEACH)
Produção de Áudio e Mixagem: Tiago Abrahão
Elenco DE QUE LADO: Marvin Duarte
Elenco Conterrâneos Estrangeiros:
Bernardo Pawlak
Clóvis Has
Douglas Paiva
Eduarda Medina
Eduardo Bemfica
Evelyn Araújo
Fillipe Diniz
Jessica Torres Martins
Larissa Simões
Leandro de Farias
Lear das Neves
Luana Wrague
Lusiara da Silva
Lusiara Vilela

Marvin Duarte
Nicolly Andreva Torres
Paulo Vitor Farias
PVZERA
Raakim
Sara Barros Torres
Thales Gabriel Souza
Agradecimentos Especiais:
André Terneiro
Bleach Filmes
Cajá
ECO SUL
Fazenda Caserna
Fernando Marreira
Grupo Tholl
Jadison Bukowski
Locall Porto Alegre
Pousada Bellapraia – Juliana
PVZERA
R Camera – Rafa Klein
Seiva
SimSet – Marne

   
Compartilhar