Cinema Vazio
Foto Stock via Shutterstock
 

O consumo de pipocas e refrigerantes dentro das salas de cinema foi proibido em Portugal, como estratégia para reduzir o risco de contágio do coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Esta regra faz parte do atual decreto que regulamenta o novo estado de emergência, que foi anunciado desde terça-feira passada (24 de Novembro), de acordo com o portal Blitz.

A Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais não ficou contente com a proibição e fez duras criticais à DGS. Paulo Santos, diretor geral da associação disse que essa medida viola “dispositivos constitucionais” e acrescentou:

É a cereja no topo do bolo para acabar com a atividade. Era a venda de pipocas e refrigerantes que ia ajudando a manter as salas abertas e em atividade mas agora, com esta proibição, muitos cinemas vão fechar, mesmo os grandes, que se veem incapazes de pagar as rendas.

O diretor ainda destacou que nos aviões os passageiros podem se alimentar sem distanciamento social e que nos restaurantes as pessoas se alimentam com um distanciamento inferior ao que existe nas salas de cinema.

Dureza, hein?

 
Compartilhar