RIP Jam Master Jay
Foto por Jonny Hughes

A polícia americana divulgou nesta segunda-feira (17) quem são os dois suspeitos de terem assassinado o DJ Jam Master Jay, do Run-DMC, em 2002.

Em entrevista coletiva (via CoS), promotores federais revelaram as identidade dos dois acusados de cometer o crime: são eles Ronald Washington de 56 anos e Karl Jordan Jr. de 36 anos.

Segundo divulgado pela polícia, em 30 de outubro de 2002 eles atiraram em Master Jay dentro do estúdio do DJ, enquanto ele jogava vídeo game. O motivo do crime seria vingança.

De acordo com as investigações, na época Jam Master Jay faria parte de uma quadrilha que traficava cocaína desde 1996, e que precisava fazer a distribuição de dez quilos da droga em julho de 2002.

Os assassinos também faziam parte da rede de tráfico, porém foram deixados de lado da operação por Master Jay após se envolverem em uma discussão, resolvendo então invadir o local e matar o artista.

Jam Master Jay foi atingido por um tiro na cabeça e outro homem que também estava no local foi acertado na perna.

Jam Master Jay

Os responsáveis pela morte de Jam Master Jay foram acusados ​​de assassinato com arma de fogo e envolvimento com tráfico de drogas.

Ronald Washington já está preso cumprindo sentença por outro crime. Em 2007 ele foi condenado a 17 anos de prisão por roubo, mas pode ser liberado em abril do ano que vem deste processo. Já Karl Jordan Jr. foi preso no último domingo e, além da morte de Master Jay, vai ser julgado também por sete acusações de distribuição de cocaína em 2017.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar