David Desrosiers, baixista do Simple Plan
Foto Stock via Shutterstock

David Desrosiers não é mais o baixista da banda canadense de pop/punk Simple Plan.

Há algumas horas a banda publicou um comunicado em francês e em inglês na sua conta oficial do Instagram dizendo que ele estava sendo afastado para “trabalhar em suas questões pessoais”.

Segundo relatos, ele foi acusado de assédio por mulheres que tornaram públicas interações com ele ao longo dos anos.

No comunicado, o Simple Plan disse:

Após declarações públicas recentes, David Desrosiers está deixando a banda para trabalhar em suas questões pessoais. Nós oferecemos as nossas desculpas mais profundas às mulheres que foram machucadas por suas ações.

Também pedimos desculpas a todos os fãs que estão desapontados com essa situação lamentável. Nós iremos, como banda, dar um tempo para pausar, refletir e tornar efetivas medidas para prevenir que situações similares ocorram.

Baixista do Simple Plan

Já em sua conta pessoal no Instagram, David também falou a respeito e disse que irá procurar por ajuda profissional para resolver as questões.

O músico publicou:

Declarações públicas recentes me levaram a entender que algumas das interações que tive com mulheres causaram mal a elas. Eu decidi sair da banda e procurar ajuda profissional para me educar e agir apropriadamente no futuro. Lamento profundamente pelo mal que eu causei a essas mulheres.

Acusações

As acusações começaram a aparecer em um perfil de Instagram chamado @victims_voices_montreal, ou “Vozes das Vítimas de Montreal”.

A banda tem suas origens intimamente ligadas à cidade canadense e há relatos (em francês) falando sobre como David assediava garotas, inclusive menores de idade:

Ele começou a fazer piadas sujas quando eu era menor de idade. Depois que atingi a maioridade, começou a me procurar para fazer sexo. Eu nunca tinha transado com um cara em toda minha vida. Tivemos relações sexuais consensuais, mas ele começou a convidar amigos sem me perguntar e a fazer outras coisas das quais eu não gostaria de participar.

Em outro relato é possível ler declarações sobre como ele se aproveitava da posição na banda para assediar jovens fãs:

Ele escolhe as vítimas no meio da plateia de fãs da sua banda. Assim, elas permanecem caladas e acredita que a forma como ele as trata é normal. Ele as ameaça.

Se eu me recusasse a transar com ele, ele sempre dizia palavras para me tornar menor, depreciar o meu namorado ou dizia frases do tipo ‘como você pode dizer não pra mim?’

Nos comentários, há garotas se manifestando com mensagens como “mais uma vítima aqui”, se identificando como alguém que foi assediada por David.

Abuso e Assédio na Música

Vale lembrar que os últimos meses infelizmente foram repletos de casos assim.

Recentemente aqui no Brasil, o baterista Japinha, da banda CPM 22, foi afastado do grupo após sua conversa com uma menor de idade vir a público.

Nos últimos dias, em um caso que envolveu agressão, o vocalista Tom Meighan, da banda britânica Kasabian, também foi afastado do grupo. Ele foi julgado e condenado à liberdade condicional após ter agredido a noiva.

Em declaração recente, ele disse que foi um grande erro por conta do alcoolismo e que ainda está junto da noiva.

 
Compartilhar