Pearl Jam
Foto por Danny Clinch
 

Grandes nomes da música como Slipknot, Pearl Jam, Green Day, Weezer e Imagine Dragons estão sendo beneficiados por um programa de ajuda a “pequenas empresas” do governo americano.

Eles e outros artistas vão receber quantias que variam entre 150 mil a 350 mil dólares (800 mil a quase 2 milhões de reais) que devem ser destinados ao pagamento de seus funcionários.

O Programa de Proteção ao Pagamento (PPP) surgiu através de uma parceria entre a Administração de Pequenas Empresas dos Estados Unidos e o Tesouro, que desde o início de 2020 criaram esse auxílio por causa da pandemia do novo coronavírus que, todo mundo sabe, fez praticamente parar o mercado da música e entretenimento no geral.

O secretário Steven Mnuchin afirma em relatório que o PPP está fornecendo um alívio muito necessário para milhões de pequenas empresas americanas e suportando mais de 51 milhões de empregos, o que significa mais de 80% dos funcionários de pequenas empresas.

Eles são os motores do crescimento econômico em nosso país.

O total da verba destinada a este projeto é de U$660 bilhões, que estão sendo distribuídos a 600 mil empresas.

Slipknot, Pearl Jam, Green Day

Além de Slipknot, Pearl Jam, Green Day, Weezer e Imagine Dragons, já citados, empresas ligadas a outras grandes bandas também aparecem no relatório dos beneficiários.

São artistas como TOOL, Nickelback, Papa RoachSevendust, Skillet, Switchfoot, Slightly Stoopid, Sammy Hagar e Tesla.

Segundo a imprensa americana (via Noise Creep) uma empresa chamada Disturbed Touring Inc. também aparece na lista das que receberão o auxílio, mas não se sabe se ela pertence ou não à banda Disturbed.

É obrigatório, pelo acordo do programa, que todas as empresas usem o dinheiro recebido para pagar o mesmo salário de antes de pandemia a seus funcionários.

LEIA TAMBÉM: Kanye West, o bilionário, pede ajuda do governo para pagar funcionários