Japinha, do CPM 22
Foto: Reprodução / YouTube
   

Ricardo Japinha não é mais baterista da banda brasileira CPM 22.

Há alguns minutos o grupo de hardcore fez uma publicação em sua conta oficial no Instagram dizendo que o músico foi afastado após acontecimentos recentes e que a banda segue em frente.

No texto, o grupo se refere às acusações de assédio com as quais Japinha tem lidado nos últimos dias desde que uma conversa sua de 2012 com uma garota de 16 anos de idade (ele tinha quase 40) vieram à tona.

Na conversa, o baterista fala sobre assuntos íntimos como virgindade, mas em entrevista nas últimas horas ele disse que tudo não passou de uma “brincadeira” e que o papo estava “agradável”.

Na entrevista, inclusive, falou que a banda iria “apoiá-lo”, mas claramente não foi isso que aconteceu.

Continua após o post do Instagram

Comunicado do CPM 22 sobre o Afastamento de Japinha

View this post on Instagram

Comunicado

A post shared by CPM 22 (@cpm22) on

No Instagram, a banda afirmou:

Após os últimos acontecimentos, decidimos pelo afastamento do nosso baterista, Ricardo Japinha, reafirmando a nossa posição de não compactuar com atitudes desrespeitosas com quem quer que seja.

A banda continua.

Ontem o baixista Fernando Sanches havia anunciado que estava deixando a banda pela segunda vez, mas não especificou os motivos, dizendo apenas que iria se dedicar a outros projetos.

LEIA TAMBÉM: Japinha (CPM 22) se manifesta sobre acusações de assédio

 
 
Compartilhar