Coachella 2018
Foto do Coachella via Shutterstock

A pandemia de coronavírus está parando quase o mundo inteiro aos poucos, e uma das áreas que mais sofreu impacto foi o entretenimento. Como bem sabemos, shows, festas e afins estão adiados por tempo indeterminado, já que aglomerações estão altamente proibidas — agora, o governador da Califórnia falou sobre o assunto.

Gavin Newsom falou nesta terça-feira (14) em uma coletiva de imprensa (via Variety) sobre celebrações americanas que estão próximas. Newsom foi categórico ao dizer que não acha prudente autorizar eventos que reúnem multidões nos próximos meses.

Leia:

A perspectiva de aglomerações é insignificante, na melhor das hipóteses, até chegarmos à imunidade em massa e à uma vacina. Portanto, eventos de grande escala que atraem centenas, milhares, dezenas de milhares de estranhos, todos juntos em situações diferentes, de saúde e outras coisas, não estão nas previsões baseadas em nossas diretrizes e expectativas atuais.

Ele ainda continua, dando mais um banho de água fria:

Quando você sugere junho, julho e agosto, [isso] é improvável.

Aqui no Brasil, enquanto os casos e mortes aumentam a cada dia, já tivemos centenas de shows cancelados. Apesar disso, algumas turnês ainda continuam de pé para os próximos meses — como a de Billie Eilish –, que devem ser adiadas muito em breve.

A indicação é que fiquemos em casa para que isso acaba o quanto antes, até porque a criação de uma vacina segura que possa ser aplicada em massa ainda está bem longe de acontecer.

LEIA TAMBÉM: especialista diz que “na melhor das hipóteses” shows só voltam no segundo semestre de 2021

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!