The Last of Us
Reprodução/YouTube
 

Eita! Novidade excelente para quem curte games e, principalmente, boas histórias. The Last of Us, um dos jogos mais aclamados do PlayStation, irá ganhar uma adaptação em formato de série.

O criador da franquia, Neil Druckmann, estará comandando o projeto ao lado de Craig Mazin, responsável pelo também elogiado seriado Chernobyl. A produção será a primeira adaptação para TV da PlayStation Productions, e pode abrir caminho para outras.

Segundo Mazin, a oportunidade é algo com que ele sonhava por anos (via Variety):

Neil Druckmann é sem dúvidas o melhor contador de histórias no meio do videogame, e ‘The Last of Us’ é sua obra prima. Ter uma chance de adaptar suas obras de arte de tirar o fôlego tem sido um sonho meu por anos, e eu estou muito honrado de fazê-lo em parceria com Neil.

Druckmann aproveitou a oportunidade e também elogiou o trabalho de Mazin, além de declarar sua empolgação com o projeto:

Da primeira vez que sentei para conversar com Craig eu fiquei igualmente estarrecido com sua abordagem à narrativa e seu amor e profundo conhecimento de ‘The Last of Us’. Com ‘Chernobyl’, Craig e a HBO criaram uma obra prima tensa, angustiante e emocionante. Eu não poderia pensar em parceiros melhores para trazer à vida a história de ‘The Last of Us’ como um programa de televisão. Estou mais do que empolgado em trabalhar com eles.

A série irá contar os eventos do primeiro jogo, mas pode incluir conteúdo adicional de The Last of Us Part II, cujo lançamento está previsto para 29 de Maio de 2020. Abaixo, você pode ver um vídeo com os primeiros 30 minutos do game, que introduzem a narrativa da obra.

The Last of Us

The Last of Us chegou ao mundo em 2013, no PlayStation 3. No ano seguinte, o jogo foi portado para o PS4 e ambas as edições foram extremamente aclamadas por público e crítica.

A proposta é voltada ao survival horror, com uma trama se passando dentro de um cenário pós-apocalíptico nos EUA. Por lá, Joel (Troy Baker) recebe a tarefa de carregar a pequena Ellie (Ashley Johnson) através de locais recheados de criaturas bizarras, incluindo humanos hostis e criaturas canibais.

LEIA TAMBÉM: Review: por que Chernobyl é uma das melhores produções de 2019?

 
Compartilhar