Eddie celebra a ancestralidade brasileira em em lado A de novo disco
Foto: Clara Gouveia

Atiça, lado A do novo álbum dos pernambucanos da Eddie, é um trabalho de frevo mas que tem inspiração no punk rock dos anos 80, dance music dos anos 90 e sons carnavalescos da última década.

O registro é sobre a ancestralidade e cultura brasileira que se revelam em grandes eventos como o carnaval, festas juninas ou parada LGBT. São nessas ocasiões que a toda heterogeneidade da nossa população é atenuada.

Em nota, a banda explica que a festa é o maior temor dos que moldam a conjuntura atual do país.

Quando a saudade chegar com seu batalhão, não de militares, mas de agitadores e tantas bandeiras, não apenas branca, mas de todas as cores, aí sim, se vai cantar o som da gente e rasgar o vestido novo desses hipócritas que querem abafar a festa.

Dentro desse contexto maior, a banda de Olinda passeia por temas como as dores, anseios e os sentimentos mais humanos nas sociedades atuais sul americanas.

 
 
Compartilhar