Kobe Bryant e Paulo Coelho
Fotos via Wikimedia Commons

Paulo Coelho revelou no último domingo (26) que estava escrevendo um livro com Kobe Bryant, astro do basquete morto naquele dia.

A notícia veio através de uma publicação de Coelho no Twitter, onde mostra uma troca de mensagens entre os dois. O autor brasileiro ainda revelou que vai descartar o rascunho da obra, já que ela “não faz mais sentido”.

Leia sua declaração:

Você era mais do que um ótimo jogador, querido Kobe Bryant. Eu aprendi muito com você durante nossas interações. Vou deletar o rascunho agora mesmo, esse livro perdeu seu motivo.

Em comunicado à Associated Press (via Papel Pop), o autor ainda falou mais sobre sua amizade com o jogador.

[Apagar o rescunho] não me impede de escrever um dia sobre as coisas que aprendi com Kobe e o quanto ele era uma pessoa maior do que a vida. Mas o livro infantil não fazia mais sentido.

E completou:

Kobe sempre se preocupou muito em fazer um livro que fosse um exemplo positivo para as crianças, especialmente aquelas que vieram de origens humildes.

Eu o vi várias vezes e posso garantir ele tinha muito mais do que esportes em mente; não se tratava apenas de competição. Sua morte trágica já mostrou como ele era importante para o mundo, não apenas para os Estados Unidos. Discutiremos seu legado por muitos anos, muito além do esporte.

Confira a publicação logo abaixo.

 
Compartilhar