Ivanka Trump em Berlim
Foto de Ivanka Trump via Shutterstock
 

Ivanka Trump é filha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sua esposa, Ivana Trump, e desde que o pai assumiu a posição mais importante do país norte-americano, tornou-se também conselheira do cara.

Sua mãe está lançando um novo livro chamado Raising Trump, sobre a vida na casa da família de um dos caras mais egocêntricos do planeta, e em alguns trechos quem dá declarações a respeito de tudo é Ivana, que de acordo com a New York Magazine, falou sobre como teve uma “fase punk” nos anos 90:

Durante a minha fase punk nos anos 90 eu gostava muito de Nirvana. Meu armário basicamente tinha jeans rasgados e camisas de flanela. Um dia depois da escola eu pintei meu cabelo de azul. Mamãe não ficou muito feliz com essa decisão. Ela viu e imediatamente foi para a farmácia mais próxima para comprar uma caixa de 10 dólares de tinta para o cabelo. Naquela noite ela me forçou a pintar meu cabelo de volta para loiro. A cor que ela pegou era três tons mais claros do que o meu cabelo natural… e nunca voltei atrás!

 

Além disso, a “garota punk” (ou seria grunge?) ainda diz que chorou horrores quando Kurt Cobain nos deixou:

Pouco tempo depois Kurt Cobain, vocalista, compositor e guitarrista do Nirvana cometeu suicídio. Foi um choque e eu fiquei devastada. Mamãe não tinha ideia de quem Kurt Cobain era, então ela não dava muita bola. Após chorar durante 24 horas de forma inconsolável no meu quarto, sozinha – melodrama gigantesco – mamãe teve que me tirar de lá para ir jantar.

Realmente deve ter sido um choque para uma garota punk de cabelo azul ter que ser retirada do quarto de sua mansão à força pela mãe para ir jantar. Só imagino o que Kurt Cobain acharia de tudo isso.

   
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.