Maynard James Keenan, do Tool
 

No começo da semana, o cantor Maynard James Keenan, do Tool, disse que o “timing” foi o grande responsável pelo sucesso do Nirvana.

Pra ser sincero, o tom do vocalista não foi de desdém: na entrevista com o Yahoo! Music, Maynard dissertou sobre os perigos de tomar muito crédito pelo sucesso de sua banda, afirmando que muitas vezes existem fatores externos que auxiliam na resposta do público, e não somente talento por si só.

No caso do Nirvana, Maynard disse que, na época, as pessoas estavam esgotadas de bandas hair metal e que isso poderia ter sido o grande fator que alavancou o Nirvana para o topo das paradas.

O baixista Krist Novoselic, do próprio Nirvana, concordou com o cantor em uma declaração firme.

Maynard James Keenan está certo que a música estava prestes a mudar no começo dos anos 90 e que parte do sucesso do Nirvana foi por causa do timing. E eu sempre disse que bandas como Faith No More e Jane’s Addiction abriram caminhos para nós no mainstream.

Todo o movimento das ‘bandas cabeludas’ estava esgotado e ciclos musicais costumavam nos dar novas interpretações do rock. Eu acho que estamos numa era pós-rock enraizada na idade da informação. O velho paradigma era a mídia que ’empurrava’, onde você poderia entrar na mente do público se você estivesse na MTV. Hoje, o jogo é mais variável e isso, por natureza, é descentralizado.

O Nirvana foi a última das bandas pré-internet.

E você, concorda?