Ian Watkins, ex-vocalista do Lostprophets, se declara culpado de tentativa de estupro de bebê

Ian Watkins, ex-vocalista da banda galesa Lostprophets, chocou o mundo todo no primeiro dia de um rápido julgamento que começou nessa semana após acusações de tentativa de estupro de crianças.

O músico enfrenta 24 acusações e assumiu ser culpado em 13 delas, incluindo duas relacionadas à tentativa de estupro de um bebê de 11 meses.

Sites como o da BBC estão relatando o caso e trazendo depoimentos apavorados de jornalistas e oficiais envolvidos no processo que dizem que o material visto no julgamento é o pior de todos os tempos quanto à pornografia infantil.

São fotos relacionadas à pedofilia, trocas de SMS com as mães de crianças que eram coniventes com os abusos e até mesmo imagens de relações sexuais com animais.

Como se não fosse o suficiente, Watkins ainda utilizava drogas em suas experiências com menores.

A acusação aceitou o fato de que os réus (Watkins e as mães dos menores) se declararam culpados da maioria dos itens e disse que não seguirá em frente com um julgamento, pois ele não é necessário.

Dessa forma, segundo palavras do próprio juiz Justice Royce, o júri foi poupado de “ter que assistir a materiais extremamente revoltantes e explícitos.”

Rupert Evelyn, repórter que acompanhou o julgamento de perto, chegou a fazer uma transmissão dos eventos através de seu Twitter e disse frases como “os detalhes desse caso são os mais explícitos e revoltantes quanto a crimes de pedofilia que eu já ouvi na minha vida.”

A sentença dos 3 réus envolvidos no caso será revelada em Dezembro.

 
Compartilhar