Dead Fish em Itajaí
 

Dead Fish em Itajaí
Fotos por Diorgenes Pandini

No dia 20/03 rolou em Itajaí um show com o Dead Fish e diversas outras bandas da região como Sillen, Vince, Califaliza e Enema.
Dei um pulinho até à cidade para assistir ao evento e escrever uma resenha sobre o show.

Enema

Enema em Itajaí

A primeira banda a subir ao palco foi o Enema, e como se o nome não fosse suficiente para denunciar que se tratava de um trio altamente inspirado em Blink-182, os caras foram logo soltando uma série de sons próprios que tinham todos os elementos do som do trio californiano.

Além disso a banda ainda mandou 3 covers de Blink-182 e com elas conseguiu ganhar um pouco de atenção do público, ainda pequeno, como sempre acontece com as bandas que tocam antes da atração principal.

 

Califaliza

Califaliza em Itajaí

O Califaliza saiu de Florianópolis e me deu uma carona na van até o show.
Chegando lá subiu ao palco logo depois do Enema e mandou ver com sua mistura de rockão, metal e hardcore.
O público se aproximou do palco para conhecer o som da banda e foi ao delírio quando os caras mandaram uma cover de “Ace Of Spades” do Motorhead, iniciando uma roda de pogo.

Ao final do show a banda mandou o primeiro single do recente EP dos caras, a música “Só O Começo”, que teve a introdução levemente prejudicada pelo fato de uma corda do baixo de Chris ter estourado.

De qualquer forma, o show dos caras sempre é muito competente e ainda ganhou um upgrade de peso ao contar com uma iluminação de primeira que fazia com que o local do show parecesse uma arena.

Classe A!

Vince

Vince em Itajaí

O Vince é de Rio Do Sul e veio até a cidade para se apresentar.
Com um som que tem traços de hardcore, pop-punk e emo, a banda não finca o pé em nenhum dos estilos e conta com um vocal bastante pop que também os aproxima do rock das rádios.

Com um medley de Metallica, Beatles, AC/DC, Nirvana, Rolling Stones e White Stripes os caras arrancaram a atenção e gritos do público, que gostou bastante.

Ao anunciar a música “Nossa Vez” o vocalista disse que esse vídeo estava entre os primeiros em uma seção do site da MTV, e você pode conferi-lo abaixo.

Por curiosidade, o vocalista da banda agradeceu ao Califaliza chamando o seu vocalista de Dinho Ouro Preto, e rapidamente foi respondido com gritos de “Chorão”. Qualquer semelhança é mera coincidência!

Sillen

Sillen em Itajaí

A banda local Sillen foi escolhida para tocar logo antes do Dead Fish e não por acaso.
Com várias pessoas usando camisetas da banda na plateia e quase todo o público prestando atenção no show dos caras, eles mandaram o show mais agitado pré-Dead Fish e tiveram vários de seus sons cantados pela plateia.

Além disso ainda mandaram 2 músicas do Rage Against The Machine que trouxeram o lugar abaixo.

O vocalista da banda parecia estar empolgadíssimo com o show, jogou camisetas da banda para o público, foi carregado pelas pessoas e aproveitou o microfone sem fio para correr pela casa de show cantando em meio à multidão.

Com um típico hardcore melódico dos anos 90, a banda abriu caminho para a atração principal e o fez com competência.

Dead Fish

Dead Fish em Itajaí

O Dead Fish subiu ao palco e o vocalista Rodrigo já foi avisando que estava sem voz e que o público iria precisar ajudar a banda a cantar os sons da banda. Como se precisasse.
Aos primeiros acordes do hardcore dos caras o público já foi à loucura e cantou todas as letras em uníssono. É verdade que em outros tempos a casa de shows estaria muito mais cheia, mas quem estava por lá fez com que o local parecesse lotado.

Com um começo de setlist baseado em seus trabalhos mais recentes a banda teve um problema logo de cara porque por volta da segunda ou terceira música a luz da casa de show acabou.
O lado bom é que tanto organização do evento quanto responsáveis pelo bar foram bastante ágeis e reestabeleceram a eletricidade em pouco tempo.

Outro imprevisto que aconteceu mais pra frente foram umas caixas de som que caíram em cima do palco e também fizeram com que o show fosse interrompido por um tempo.

Os pontos altos do show foram “Bem Vindo ao Clube”, “Sonho Médio” e “Noite”, que contou com a participação de uma fã da banda, Camila, tentando cantar no palco. Rodrigo bem que tentou, mas a “nova vocalista” do Dead Fish parecia não estar muito confortável ou não saber a letra da música.

Pra fechar o set, a excelente “Afasia”, que deixou todo mundo ali satisfeito por ter vivido uma excelente e revigorante tarde/noite de hardcore.

Apesar da falta de voz de Rodrigo, o show não foi comprometido e o set teve ótima duração, e serviu pra mostrar que um dos nomes mais importantes da história do hardcore nacional está aí, firme e forte, pra quem quiser ver e ouvir.

 

Você pode ver mais fotos do show clicando aqui.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.