Freddie Mercury e Brian May, do Queen
Foto: Reprodução / Instagram
 

Há exatos 28 anos, em 24 de Novembro de 1991, o lendário Freddie Mercury nos deixava cedo demais aos 45 anos de idade.

Após complicações de saúde por conta do vírus da HIV e da AIDS, o vocalista do Queen não resistiu e faleceu, causando comoção em todo planeta.

Quem se manifestou a respeito hoje foi Brian May, guitarrista do Queen, que em sua conta oficial no Instagram disse que não costuma se manifestar nessa data mas o fez por causa dos fãs.

No texto, ele disse:

Eu sempre ficou relutante em postar QUALQUER COISA nesse dia do ano. Mas fui tocado por todos os seus adoráveis tributos, pessoas queridas, no Instagram e Twitter – e esse post do @stereojazz3D me lembrou que eu escrevi essa música (No-One But You) para Freddie em um dia chuvoso quando nós inauguramos a estátua em Montreux e eu fui inundado de emoções que não eram bem-vindas – como o ódio por aquilo ser tudo que sobrou do meu amigo. Mas é claro que há várias outras coisas que sobraram – um arco-íris de músicas e gravações de uma voz que parecem, olhando para trás, puras demais para esse mundo. Eu acho que você FOI feito para o paraíso, querido Freddie. Eu espero que você esteja dançando aí em cima hoje à noite. Bri.

Estátua de Freddie Mercury

A estátua sobre a qual Brian May fala foi inaugurada em Montreux, na Suíça, como uma homenagem a Freddie Mercury.

Ela estampa a capa do décimo quinto e último disco do Queen, Made In Heaven, lançado em 1995 após a morte do músico. Por isso, então, a citação a “made in heaven”, ou “feito no paraíso”.

LEIA TAMBÉM: amigo de Freddie Mercury detona ideia sobre novo filme do Queen

 
 
Compartilhar