A aclamada banda carioca Zander está com lançamento novo na área e trata-se do seu primeiro disco ao vivo.

Com 10 anos de estrada, o grupo está lançando hoje (01) Vivo, álbum onde apresenta toda energia e vigor das suas apresentações com canções como “Auto Falantes”, “Bastian Contra o Nada”, “Dialeto”, “Meia Noite” e mais.

(Foto por Rodolfo Marga)

O novo disco ao vivo do Zander ainda conta com participações especiais de Cyro Sampaio (menores atos) em “Dezesseis” e João Lemos (Molho Negro) em “Depois da Enchente”.

Zander – 10 Anos

Zander - Vivo

Ao falar sobre a história da banda, seus integrantes escreveram uma espécie de carta ao público, explicando as origens, o caminho e motivações atuais:

Em 2009 fizemos o nosso primeiro show determinados a compor e lançar mais músicas e tocar no maior número possível de cidades do país para espalhar nosso som, nossa mensagem e consolidar algum público.

Fizemos isso e muito mais do que poderíamos imaginar. Passamos por tantos lugares e ganhamos amigos que mudaram nossas vidas.
Pessoas entraram e saíram da banda, imprimiram sua personalidade em vários momentos e registros e fizeram com que, não só as músicas que compusemos juntos soassem diferente, mas também com que as músicas antigas fossem se transformando, se adaptando à entrega, sentimentos, timbres e execução de cada um que as tocou no palco ou no estúdio conosco.

Em 2019, por não estarmos mais conseguindo organizar e conciliar a agenda e compromissos da banda com as vidas pessoais de cada um, principalmente por estarmos morando em cidades diferentes e não termos uma rotina de encontros e ensaios, decidimos juntos celebrar esses 10 anos tão intensos – uma montanha russa de emoções, mudanças, decepções, conquistas, descobertas, companheirismo e muita dedicação e amor – com uma turnê onde pudéssemos separar um tempo para nós mesmos e para as pessoas que gostam da banda.

Inicialmente seria um mês, que acabou se tornando dois e meio. Fizemos 30 shows por quase todo o país. Mudamos mais uma vez de formação e nossas músicas sofreram outra mutação. Acabamos nos reencontrando e nos apaixonando novamente pelo que fazemos e ficou nítido, por meio de tantos encontros e tanta troca com pessoas que nos acompanham e se importam com o que construímos, e também através de uma conexão quase inexplicável que se criou entre nós da banda, que esses 10 anos foram realmente incríveis, mas também apenas um capítulo de uma história que pretendemos continuar escrevendo.

Para encerrar esta primeira década de maneira especial, resolvemos gravar este álbum tocando ao vivo dentro do estúdio, da mesma forma que fizemos em todos os shows.

Esse registro imprime no tempo a forma que as músicas tomaram ao longo desses anos. Como cresceram, amadureceram, se transformaram no que são hoje, quando nos juntamos os quatro membros atuais da banda e as tocamos, seja num ensaio ou num show.

Talvez elas mudem no futuro, provavelmente irão e que bom, ainda bem! Esperamos apresentar essa nova e diferente energia pra quem nunca teve a oportunidade de ouvir ao vivo e acionar a memória daqueles que viram apenas uma ou infinitas vezes o que é o ritmo, a cadência, a pulsação, o acelerador, o freio, os erros, os acertos, as mudanças, as emendas entre as músicas, as participações dos amigos e músicos que admiramos e a imperfeição humana do que é um show do ZANDER ao vivo hoje, neste exato momento o qual está sendo escrito.

Muito obrigado a todos que não deixaram de acreditar, evitando assim o fim. Seguimos em movimento e sempre em frente, em direção ao que tiver que ser e o mais importante, vivos!

Bil, Sanfs, Malni e Carlão.

O disco está sendo lançado como uma parceria de Powerline e Flecha Discos, e foi produzido e gravado ao vivo no estúdio Costella, em São Paulo, por Ali Zaher Jr., que mixou e masterizou o álbum no estúdio Sunrise, em Araraquara-SP.

 
 
Compartilhar