Michael Jackson
Foto: Wikimedia Commons
 

O novo documentário sobre Michael Jackson continua impactando negativamente o legado do cantor.

Depois da estreia de Leaving Neverland na TV americana, algumas rádios ao redor do mundo começaram a banir músicas de Jackson. O documentário explora as acusações de abuso sexual e pedofilia contra o artista.

De acordo com a CNN (via NME), duas grandes estações de rádio na Nova Zelândia, uma que pertence ao grupo MediaWorks e sua concorrente, a NZME, retiraram o astro de sua programação. No Canadá, três estações de Montreal fizeram o mesmo.

Em um comunicado, o presidente da MediaWorks, Leon Wratt, declarou:

Michael Jackson não está atualmente em nenhuma playlist das estações de rádio da MediaWorks. Isso é um reflexo do nosso público e de suas preferências — é nosso trabalho garantir que nossas estações de rádio estejam tocando a música que as pessoas querem ouvir.

Rumores deram conta que a Radio 2 da BBC também havia retirado Michael Jackson de suas playlists, algo que foi negado por representantes da emissora neste último final de semana.

Pela internet, alguns fãs alegam que não conseguem mais ouvir as músicas de Jackson após assistir ao documentário. Por outro lado, vários outros fãs estão protestando contra a exibição do filme.

Leaving Neverland

O documentário estreou no último domingo (03) na HBO dos EUA, e é dividido em duas partes. O filme conta com depoimentos de James Safechuck e Wade Robson, que dizem terem sido abusados por Jackson nos anos 90, quando tinham entre 7 e 10 anos.

A família de Michael Jackson está processando a HBO pela produção.