Dave Grohl se mijando de rir
Foto: Wikimedia Commons
 

Após o sucesso indiscutível do álbum Wasting Light, lançado em 2011, Dave Grohl e o seu Foo Fighters deixaram de ser unanimidade entre os fãs de rock quando começaram a repetir fórmulas de composição durante os seus discos sucessores, Sonic Highways Concrete & Gold.

Está certo que opiniões musicais têm um caráter muito pessoal baseado em experiências e gostos próprios de cada ouvinte, mas é cada vez mais frequente a resistência ao trabalho feito pelo sexteto norte americano, frequentemente elencado no topo da cadeia alimentar de um gênero musical que já viu dias mais populares.

Assim sendo, após cada lançamento do Foo Fighters, tornam-se frequentes as especulações sobre a longevidade da banda e se de fato existe algo a ser provado ainda por uma das maiores bandas de rock das últimas três décadas.

E esse questionamento não existe somente nos fóruns, sessões de comentários de portais de notícias e rodas de amigos nos bares pelo mundo. O próprio Dave Grohl questiona o tempo que ainda existe disponível na vida útil do Foo Fighters e falou sobre o assunto para o programa Sunday Morning da CBS:

É estranho. Há muito tempo atrás quando eu era jovem, meu pai falava, ‘Você sabe que isso não vai durar muito tempo, né? Então guarde cada cheque que você receber como se fosse o último.’ Todo disco do Foo Fighters que nós gravamos eu penso, bom, se esse fosse o último, nós tivemos uma boa jornada, foi ótimo.

Dave ainda mostrou um pouco de preocupação pelo futuro dos shows de rock em grandes arenas e estádios, vendo que existem poucas bandas que atuam como o Foo Fighters com grandes turnês ao redor do mundo:

Com a popularidade do rock diminuindo, assim como o número de shows colossais como esse que fazemos, e consequentemente existindo menos sessões rítmicas monstruosas como a nossa, quanto tempo temos até que os solos extensos de bateria se tornem uma arte perdida?

Mas, se você acha que esse discurso todo é sinal de que “o cara mais legal do rock” está pensando em pendurar as palhetas, reconsidere. O futuro ainda reserva mais Foo Fighters pela frente, quer você goste/queira ou não:

“Você sabe que nós estaremos na estrada pelo resto da porra de nossas vidas,” assegurou Dave Grohl.

LEIA TAMBÉM: Foo Fighters ainda quer lançar segunda temporada de “Sonic Highways”

 
Compartilhar