Almir Chiaratti
Foto: Divulgação
  

Esperança no futuro e superação. Esses são os motes de “Bloco Triste”, novo single de Almir Chiaratti.

Além da mensagem positiva, a canção conta com o violoncelo de Federico Puppi e arranjos bastante elaborados. O trabalho é uma evidente prova do crescimento artístico do músico.

Chiaratti revela que o verso “eu quero é botar por meu bloco na rua”, de Sérgio Sampaio, foi um ponto de partida inconsciente para a faixa. “Ela fala sobre essa fé que a gente tem no progresso. De que o futuro tende a ser melhor que o presente. Mas ao mesmo tempo ela afirma uma necessidade de mudanças de hábitos”, explica.

O artista também afirmou que o disco no qual está trabalhando segue por caminhos nos quais ele nunca andou anteriormente. “Vai ser diferente de tudo que já fiz dessa vez misturando o eletrônico e o orgânico com a canção”, finaliza.