Emocionado, Eddie Vedder fala sobre depressão em show

Músico abordou assunto em Amsterdam

Eddie Vedder e Glen Hansard em Amsterdam
Foto: Reprodução/YouTube
 

Eddie Vedder está excursionando pela Europa e com toda certeza desse mundo, essa deve ser a turnê mais difícil pela qual o músico do Pearl Jam já passou.

A primeira apresentação aconteceu poucos dias após a morte de Chris Cornell, e todos sabemos como os dois eram próximos, tanto que além de ter que lidar com a perda do amigo, Vedder também teve de lidar com a pressão de fãs, da mídia e até de parentes de Chris quanto ao seu luto.

Em um desses shows, em Amsterdam, Eddie Vedder quase engoliu as palavras e, emocionado, falou sobre depressão:

Pedi para o Glen [Hansard] se eu podia tocar sua música, e eu… uh… eu apenas [coloca a mão na cara] Deus, eu… eu só queria que as pessoas soubessem que se você, é… eu passei por isso então sei que há vezes em que você sente que, você sente que não há ninguém por perto e eu sei que isso parece… loucura, porque, uh, eu sempre tive muita sorte, e mesmo quando era jovem, eu, eu, esse foi o período mais… difícil. Eu não sei se tinha alguém quando era adolescente, por um período. Provavelmente eu tinha, acho. Eu só não sabia, e eu não procurava ninguém e aí quando fiquei mais velho, talvez em algumas vezes eu não tenha procurado as pessoas, uh, porque eu sentia que isso poderia ser um sinal de fraqueza ou, hmm… sabe… eu… mas, mas na verdade isso empodera as pessoas.

Elas, elas gostam de ajudar. Isso lhes dá, hm, elas deixam de fazer tudo, sabe, e há, há pessoas lá fora e às vezes até estranhos do outro lado da linha que, que dedicam as suas vidas para ajudar pessoas com problemas. Eu, eu não estou dizendo nada sobre ninguém em particular, por favor permitam que eu fale a respeito sem… sem fazer com que soe óbvio, mas é que, hmm, eu não consigo, eu não consigo parar de pensar… Hmm, então, isso, e a música pode fazer isso também. Sabe, as pessoas já me disseram ‘Sua música ajudou.’

Nós temos muita sorte, sabe, muita gente… Eu, eu acho que o Bon Jovi teve pessoas dizendo ‘sua música realmente me ajudou a passar por isso’, [risos da plateia] então não é nada… [risos e aplausos da plateia]… mas é realmente, é o lance de passar pelo momento. É a força daquela pessoa, que você talvez esteja somando ou, de alguma forma, permitindo que elas… Eu não sei o que, não sei o que é, mas, hmm, mas é aquele momento em que você quer fazer o que for preciso para sair daquilo e chamar alguém ou colocar aquela música pra tocar, e esse é o momento para mim. [Glen começa a tocar ‘Song of Good Hope’]

Vale lembrar que há alguns dias, durante show em Londres, Eddie Vedder falou especificamente sobre a morte de Chris Cornell pela primeira vez.

Comentários