Após carta aberta, Thom Yorke tem palavras duras para Roger Waters

"É uma falta de respeito achar que somos tão retardados que não podemos tomar decisões por conta própria"

Thom Yorke no Primavera Sound 2016
Foto via Shutterstock

Foto de Thom Yorke no Primavera Sound via Shutterstock

Há alguns dias publicamos por aqui que Roger Waters e uma série de outros músicos influentes publicaram uma carta aberta pedindo para que o Radiohead cancelasse um de seus próximos shows.

Trata-se de uma apresentação em Israel, e segundo o texto assinado por Thurston Moore, Tunde Adebimpe e mais, o boicote é necessário porque o país “implementou um sistema de apartheid para o povo Palestino.”

Pois bem, em uma nova entrevista para a Rolling Stone, Thom Yorke falou pela primeira vez sobre o assunto, e se mostrou bastante incomodado quanto à situação, dizendo que isso é “extremamente irritante” e que não concorda com esse tipo de boicote cultural:

É profundamente irritante o que eles resolveram fazer, ao invés de falar com a gente pessoalmente, jogar merda em nossa direção em público. É de uma falta de respeito sem tamanho assumir que nós somos desinformados ou que somos tão retardados que não podemos tomar as nossas decisões por conta própria. Eu achei de um sentimento de superioridade ao extremo. É ofensivo e eu não consigo entender como fazer um show de rock ou dar uma palestra em uma universidade é um problema.

E imagine como tem sido estressante ter isso no ar. Com as pessoas assumindo que não sabemos nada a respeito. Apenas jogando a palavra ‘apartheid’ por aí e achando que é o suficiente. É estranho pra caralho. É um desperdício gigantesco de energia. Energia que poderia ser usada de forma positiva.

Essa é a primeira vez que eu falo a respeito. Parte de mim não quer dizer nada porque qualquer coisa que eu diga traz de volta o fogo das brasas. Mas ao mesmo tempo, se você quer que eu seja sincero, sim, é irritante que artistas que eu respeito pensem que não somos capazes de tomar uma decisão moral por conta própria depois de tantos anos. Eles falam de cima pra baixo com a gente e eu acho incompreensível que eles pensem que tenham o direito de fazer isso. É extraordinário.

Além disso, Thom Yorke ainda falou que o guitarrista Jonny Greenwood é casado com uma mulher árabe-israelita, e que a carta também foi desrespeitosa com ele.

Por fim, o vocalista do Radiohead ainda comenta sobre como a situação ficou ainda mais enrolada já que o produtor de longa data da banda, Nigel Godrich, também produziu o mais recente álbum de Roger Waters:

Imagine como isso me afetou e afetou o meu relacionamento com Nigel. Obrigado, Roger. Quero dizer, somos melhores amigos pra sempre, mas tipo, porra, sério?!

Também para a Rolling Stone, Nigel disse que não concorda com o ponto de vista de Roger Waters, e que o músico e Thom Yorke têm essa discordância mas nem se conhecem. Ele ainda disse que Thom ficou bastante chateado com a questão principalmente por conta de Jonny Greenwood.

Ele completa dizendo que não está no meio de uma briga entre os dois: “Puta merda, eu jamais gostaria de estar no meio de uma briga entre os dois. Não.”

LEIA TAMBÉM: ouça o primeiro disco de Roger Waters em 25 anos

 

Comentários