Discos lançados em 2007
 

Já iniciamos o ano falando sobre 20 discos que estão fazendo 20 anos em 2017. Agora, vamos com uma lista que vai fazer a geração que nasceu nos anos 1990 se sentir um pouquinho mais velha.

Vamos dividir em duas partes porque teve muita coisa boa lançada em 2007. Se liga, que só tem discão!

Nos próximos dias iremos publicar a segunda parte da lista.

 

Arcade Fire – Neon Bible

capa do disco "neon bible" do arcade fire

Em Março, o Arcade Fire lançou seu segundo álbum de estúdio, o primeiro a alcançar as primeiras posições das paradas nos EUA e Reino Unido. Neon Bible foi muito bem recebido por público e crítica e teve quatro singles lançados: “Black Mirror“, “Keep the Car Running“, “Intervention” e “No Cars Go“. “Keep the Car Running” foi, inclusive, eleita uma das melhores músicas daquele ano pela Rolling Stone.

 

Arctic Monkeys – Favourite Worst Nightmare

capa do disco "favourite worst nightmare" do arctic monkeys

Após o sucesso de seu incrível disco de estreia, Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not, o Arctic Monkeys voltou com tudo com Favourite Worst Nightmare. E sim, faz 10 anos que isso aconteceu.
O disco continuou na mesma pegada de seu antecessor e, recheado de hits, como “Brianstorm” e “Fluorescent Adolescent” – além de “505” e “Do Me a Favour“, o segundo álbum da banda levou Alex Turner e cia ao auge.

 

Black Light Burns – Cruel Melody

capa do disco "cruel melody" do black light burns

Quem conhece Limp Bizkit já deve ter ouvido falar do Wes Borland, o guitarrista que sempre destoa do resto da banda. Acontece que o cara é talentoso pra caramba e criou esse projeto paralelo chamado Black Light Burns. Em 2007 saiu o disco de estreia, Cruel Melody, que é coisa finíssima. Dá pra sentir bastante influência de Nine Inch Nails, principalmente na fase do The Fragile.
Outros discos foram lançados posteriormente, mas o primeiro é o que mais se destaca. Ouça sem medo!

 

Black Rebel Motorcycle Club – Baby 81

capa do disco "baby 81" do black rebel motorcycle club

O Black Rebel Motorcycle Club é uma das bandas mais legais que surgiu no início dos anos 2000 e em 2007 eles lançaram o discaço Baby 81, onde tem uma das músicas mais conhecidas dos caras, “Berlin“. Eles voltaram ao som mais cru e elétrico nesse disco, ao contrário do anterior, Howl, onde o violãozinho folk imperou.

 

Fall Out Boy – Infinity on High

capa do disco "infinity on high" do fall out boy

Após o sucesso de From Under the Cork Tree, o Fall Out Boy lançou Infinity on High, que também foi muito bem nas paradas, vendendo mais de 250 mil cópias na primeira semana.

O álbum tem a participação de Jay Z e algumas das melhores canções da carreira do grupo, como “This Ain’t a Scene, It’s an Arms Race“, “The Take Over, the Breaks Over” e “Thnks fr th Mmrs”.

 

Foo Fighters – Echoes, Silence, Patience & Grace

Foo Fighters - Echoes, Silence, Patience & Grace

Quem também completa 10 aninhos de vida é o sexto disco do Foo Fighters, Echoes, Silence, Patience & Grace. Como sempre, o disco teve três hits estourados, com “The Pretender“, “Long Run to Ruin” e “Let it Die” e, apesar das críticas divididas – uns gostaram pela variedade sonora, enquanto outros acharam o disco sem inspiração – o álbum levou o Grammy de Melhor Disco de Rock e um Brit Awards de Melhor Disco Internacional.

 

Interpol – Our Love to Admire

capa do disco "our love to admire" do interpol

No dia 10 de Julho de 2007, o Interpol lançou o ótimo Our Love to Admire, o primeiro disco dos caras a ser lançado por uma grande gravadora.
O álbum recebeu boas críticas. Também pudera, um disco que tem “Pioneer to the Falls” e “Rest My Chemistry” não tem como ser ruim, né?

 

Jay-Z – American Gangster

capa do disco "american gangster" do jay-z

Há 10 anos o Jay-Z lançava seu décimo trabalho de estúdio com American Gangster.
O disco é considerado conceitual e foi inspirado pelo filme de mesmo nome.
O álbum foi um sucesso comercial, estreando em primeiro lugar na parada da Billboard, com quase 450 mil cópias vendidas na primeira semana.

 

Jimmy Eat World – Chase This Light

Jimmy Eat World - Chase This Light

Três anos após Futures, o Jimmy Eat World lançou o álbum Chase This Light, que foi produzido nada mais, nada menos que por Butch Vig. Hoje em dia, a única música ainda tocada desse álbum nos shows é “Big Casino“.

 

Kaiser Chiefs – Yours Truly, Angry Mob capa do disco "yours truly, angry mob" do kaiser chiefs

Em 2007, o Kaiser Chiefs lançou seu segundo disco, Yours Truly, Angry Mob. Pois é, não parece, mas já faz dez anos que ficamos cantarolando “Ruby” por aí.

 

Kanye West – Graduation

capa do disco "graduation" do kanye west

Ele também apareceu na lista. Em 2007, Graduation, o terceiro trabalho de estúdio do Kanye West foi lançado. O álbum possui diversas influências, fazendo com que Kanye saísse um pouco do hip hop tradicional.

Stronger” é um dos hits vindo do disco, que estreou em primeiro lugar na Billboard, com quase 1 milhão de cópias vendidas. E ainda tem essa capa fofinha.

 

Kings of Leon – Because of the Times

capa do disco "because of the times" do kings of leon

O Because of the Times é o terceiro disco do Kings of Leon e também completa 10 anos em 2017. Com os singles “On Call“, “Fans” e “Charmer“, o álbum apareceu na lista de Melhores do Ano das revistas NME e Rolling Stone.

 

KoRn – Untitled

capa do disco "untitled" do korn

Em 2007 o KoRn ainda continuava a flertar com a música eletrônica e, com isso, veio Untitled. Um bom disco, mas muito diferente do que estamos acostumados vindo de Jonathan Davis e cia. Este foi o primeiro álbum sem o baterista David Silveria, que esteve com a banda desde o início. Em seu lugar, entrou Ray Luzier, mas apenas na turnê. Nas gravações, há participação do baterista Terry Bozzio.

 

Linkin Park – Minutes to Midnight

capa do disco "minutes to midnight" do linkin park

Há 10 anos também, o Linkin Park lançava o seu terceiro disco, Minutes to Midnight.

O álbum foi produzido por Mike Shinoda e Rick Rubin e foi o início da mudança na sonoridade da banda, que antes era totalmente voltada ao nu metal e agora exploraria mais a música eletrônica.

Minutes to Midnight foi um sucesso absoluto, apesar da mudança, ficando em primeiro lugar nas paradas em mais de dez países.

Entre as músicas famosas, estão “Given Up” e “Bleed it Out“.

 

Marilyn Manson – Eat Me, Drink Me

capa do disco "eat me, drink me" do marilyn manson

Depois de quase largar a carreira de músico após divorciar-se de Dita Von Teese, Marilyn Manson voltou aos holofotes em 2007 com o álbum Eat Me, Drink Me. Bem mais cadenciado e com instrumental leve, se comparado ao som que estamos acostumados a ouvir, o disco teve uma boa recepção, apesar do estranhamento inicial das pessoas justamente por causa da mudança visual e sonora.

 

Mika – Life in Cartoon Motion

capa do disco "life in cartoon motion" do mika

O Mika chegou com tudo em 2007 com seu álbum de estreia, Life in Cartoon Motion. É um disco recheado de hits, entre eles “Grace Kelly“, “Relax, Take it Easy” e “Love Today“. O álbum foi o quinto mais vendido no Reino Unido naquele ano e o single de estreia, “Grace Kelly“, ficou em primeiro lugar nas paradas do Reino Unido por cinco semanas seguidas.

 

Nine Inch Nails – Year Zero

Nine Inch Nails - Year Zero

Há 10 anos, o Nine Inch Nails lançava o pós-apocalíptico Year Zero. O álbum teve todo um marketing muito legal por trás antes de seu lançamento, com sites escondidos, vídeos, “caça ao tesouro” pelos EUA e até pendrives com músicas novas deixadas em banheiros (!) para as pessoas procurarem. Tudo isso foi um ARG (alternate reality game) criado por Trent Reznor para atrair os fãs e deixá-los curiosos e aflitos sobre o que aconteceria a seguir. E funcionou!

 

Paramore – Riot!

Paramore - Riot!

Em 2007 o Paramore lançou seu segundo álbum, o sucessor de All We Know is Falling. Riot! foi bem recebido por público e crítica e tem hits como “That’s What You Get” e “Misery Business“.

O tempo passa, né?

 

Queens of the Stone Age – Era Vulgaris

capa do disco "era vulgaris" do queens of the stone age

Em 2007, o Queens of the Stone Age lançava seu quinto álbum de estúdio, Era Vulgaris, que, apesar de uma sonoridade diferente do habitual, foi bem recebido pelos fãs. Na verdade, apesar dessas mudanças, o disco mostra bastante o lado “robot rock” – alcunha já dada uma vez para descrever o som da banda dos riffs criados por Josh Homme. Além disso, há grandes singles no Era Vulgaris, como “Sick, Sick, Sick” (com participação de Julian Casablancas) e a maravilhosa “Make it Wit Chu“, que virou quase que obrigatória nos shows.

 

Radiohead – In Rainbows

Radiohead - In Rainbows

2007 também foi o ano dele: In Rainbows. Após quatro anos do Hail to the Thief, o Radiohead lançou o In Rainbows no estilo “pague o quanto quiser” pelo download do álbum, o que deixou muita gente surpresa na época, levando a discussões sobre os rumos da indústria musical.
Dos singles, dá pra destacar as incríveis “Jigsaw Falling Into Place” e “All I Need“.

 

Rihanna – Good Girl Gone Bad

capa do disco "good girl gone bad" da rihanna

Umbrella, ella, ella…” é quase impossível não lembrar dessa música ao ouvir o nome “Rihanna”. E sim, já se passaram dez anos. Good Girl Gone Bad é o terceiro disco de estúdio da cantora e foi considerado uma reviravolta em sua carreira, tanto musical, como visual. O disco teve várias pessoas envolvidas na produção, e entre elas, Timbaland, e parece que tudo que o cara toca, vira ouro.
Good Girl Gone Bad teve sete indicações ao Grammy e venceu a categoria “Melhor Canção de Rap” com “Umbrella“. Outros singles que se destacaram-se, foram “Shut Up and Drive“, “Hate That I Love You” e “Don’t Stop the Music“.

 

Ryan Adams – Easy Tiger

capa do disco "easy tiger" do ryan adams

Ryan Adams, o cara que não para de lançar discos, lançou Easy Tiger, seu nono disco de estúdio, também em 2007. É o disco mais bem vendido dele, com mais de 60,000 cópias na primeira semana, chegando nas paradas até da Suíça, coisa que não havia acontecido.
A revista Rolling Stone elegeu a música “Halloweenhead” como uma das melhores daquele ano.

 

She Wants Revenge – This is Forever

capa do disco "this is forever" do she wants revenge

Pra quem não conhece, o She Wants Revenge é um duo de Los Angeles formado por Justin Warfield e Adam 12. Misture Depeche Mode, Bauhaus, Joy Division numa sonoridade moderna e temos o She Wants Revenge. E há 10 anos, eles lançavam seu segundo disco de estúdio, o ótimo This is Forever. Destaque para o single “Written in Blood“. Vale muito a pena ouvir e conhecer melhor o som deles!

 

The White Stripes – Icky Thump

capa do disco "icky thump" do the white stripes

O Icky Thump é outro disco que completa uma década de lançamento neste ano. Foi o sexto e último disco lançado pelo The White Stripes.

Segundo Jack White, as letras são sobre se sentir positivo e ser feliz. Na parte instrumental, além do som tradicional da dupla, música folk e avant-garde fizeram parte das influências.

O álbum foi bem recebido pela crítica. Apesar disso, em 2011 a banda acabou em definitivo, dando espaço a outros projetos de Jack White, enquanto Meg White afastou-se da música.

 

Travis – The Boy With No Name

capa do disco "the boy with no name" do travis

Lembram de “Selfish Jean“? Pois é, ela está presente no quinto disco lançado pelo Travis, The Boy With No Name, em 2007.

O vocalista Fran Healy disse que o nome do disco veio de quando ele e sua companheira Nora estavam escolhendo o nome de seu filho e que algumas músicas do álbum falam sobre família e relacionamentos.

 

1997

20 Discos 2017Veja nossa lista com grandes discos que, em 2017, completam 20 anos de lançamento!

É só clicar aqui.