Fyre Festival
Foto via Splashnews.com

A agência de impacto sustentável Betternotstop publicou a mais recente edição do relatório More Than Music, que examina o compromisso dos festivais de música em diminuir seu impacto ambiental.

O estudo, que analisou 100 festivais do Reino Unido, traz um alerta preocupante: 19% dos eventos pesquisados em seu relatório original de 2022 já não existem mais. Isso evidencia os desafios enfrentados pelo setor, inclusive em um dos mais estabelecidos mercados para festivais de música.

Entre os eventos ao vivo analisados para o relatório de 2024, 46% possuem uma política de sustentabilidade disponível e 31% disponibilizam medidas de carbono publicamente.

Embora isso aponte para uma maior conscientização do setor, os dados mostraram também que 14% dos festivais não comprovam nenhuma ação ou dado de sustentabilidade em seus sites. Preocupante!

Os festivais estão ficando mais sustentáveis

Apesar de algumas lacunas, há avanços significativos. Cerca de 22% dos festivais adotaram medidas para compensar os custos de carbono das viagens do público; 26% estão reduzindo ou alterando o uso de combustíveis; e 25% estão trabalhando com energia renovável.

“Estamos em um momento crucial na história para a ação climática. Há apetite na indústria de eventos e precisamos fazer mais…”, destaca o relatório.

A sustentabilidade tornou-se um tema central na organização de eventos musicais, com muitos festivais implementando práticas para reduzir seu impacto ambiental. O uso de energias renováveis, a compensação das emissões de carbono e a redução do consumo de combustíveis fósseis são algumas das iniciativas mais comuns.

No entanto, a ausência de ações por parte de uma parcela significativa dos festivais aponta para a necessidade de um compromisso mais abrangente e consistente em toda a indústria.

Compromissos ambientais fazem a diferença

A transição para práticas mais sustentáveis é um desafio, mas também uma oportunidade para os festivais se destacarem e atraírem um público cada vez mais consciente das questões ambientais.

Iniciativas como o relatório More Than Music são essenciais para mapear o cenário atual e incentivar mudanças positivas. O estudo da Betternotstop serve como um guia para organizadores de eventos, destacando tanto os avanços quanto as áreas que ainda necessitam de melhorias.

Além das medidas mencionadas, o relatório também enfatiza a importância da transparência e da comunicação das ações sustentáveis.

Festivais que divulgam suas políticas e práticas ambientais tendem a ganhar mais credibilidade e apoio do público, além de incentivar outros eventos a seguirem o mesmo caminho. A troca de experiências e a colaboração entre diferentes festivais podem acelerar a adoção de práticas sustentáveis em todo o setor.

Como os festivais impactam o meio ambiente?

De acordo com uma pesquisa da Brighton University, os impactos ambientais negativos dos festivais estão principalmente relacionados ao transporte, resíduos, energia e banheiros.

O transporte é o maior problema, já que gera altas emissões de carbono. Melhorar as ligações de transporte público e incentivar o compartilhamento de carros e o uso de métodos de transporte ativo podem reduzir essas emissões. 

Os resíduos dos acampamentos representam até 80% do lixo total dos festivais, agravados pelo descarte frequente de tendas baratas e descartáveis.

No que diz respeito à energia, grandes festivais podem consumir até 30.000 megawatts de eletricidade em um fim de semana, sendo a iluminação e a produção de vídeo e áudio as principais fontes de consumo. Para mitigar esse impacto, é crucial utilizar iluminação LED e equipamentos eficientes em energia, além de explorar fontes alternativas, como solar e eólica. 

Banheiros e chuveiros também demandam grandes quantidades de energia e água, e o uso inadequado de áreas naturais para necessidades sanitárias pode prejudicar a vida selvagem local. Como consequência, os eventos ao vivo já sentem o impacto das mudanças climáticas, que causam efeitos extremos e até cancelamentos. Isso prova como é urgente uma ação global para lidar com a questão ambiental!

Um longo caminho pela frente

O More Than Music 2024 não apenas alerta para os desafios, mas também celebra os progressos realizados.

A presença de quase metade dos festivais com políticas de sustentabilidade e mais de um quarto adotando energias renováveis são sinais positivos de que a indústria está se movendo na direção certa. No entanto, é claro que há muito trabalho a ser feito para garantir que todos os eventos se comprometam com a causa ambiental.

A sustentabilidade nos festivais não é apenas uma necessidade, mas uma responsabilidade compartilhada que pode moldar o futuro da indústria musical de maneira positiva e duradoura. Os fãs de música precisam, claro, embarcar com tudo nesse compromisso. 

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!