O dia em que um ex-presidente da Argentina quase morreu engasgado com bigode postiço de Freddie Mercury
Imagens: Reprodução

Sem ocupar cargos públicos desde que deixou a presidência da Argentina, há cinco anos, Mauricio Macri poderia muito bem estar fazendo uma carreira como cover de Freddie Mercury se não fosse um trauma vivido em 2010.

Calma, que a gente explica. O político portenho, que esteve à frente de seu país entre 2015 e 2019, é muito fã de Queen e em diversos momentos comemorou suas vitórias políticas cantando músicas da banda inglesa.

Em sua festa de aniversário de 50 anos, por exemplo, ele cantou “Somebody To Love” ao lado de uma banda, e anos depois participou de um quadro do programa CQC mandando ver em “We Will Rock You” – sempre com seu inglês prejudicado e uma boa dose de vergonha alheia.

Mas a coisa passou dos limites mesmo em sua própria festa de casamento, quando ele quase morreu ao tentar homenagear seu ídolo.

Continua após o vídeo

Quem é Mauricio Macri, o presidente fã de Queen?

Mauricio Macri entrou para a vida pública em 1995, quando se tornou presidente do tradicional time de futebol Boca Juniors. Em 2003 ele criou o Compromisso Pela Mudança, um partido de centro-direita, foi eleito deputado em 2005 e prefeito de Buenos Aires em 2007.

Mas o político sempre teve fama de bon vivant e de preguiçoso, e era comum que ele estivesse de férias na Europa, vendo shows de Rock ou jogos de futebol enquanto a capital argentina enfrentava um apagão ou uma greve.

Ainda assim, com um discurso anti-sistema, Macri conseguiu se eleger presidente do país em 2015, encerrando 12 anos de poder da família Kirchner. Seu governo ficou marcado pelo aumento da pobreza e do desemprego, e ele não se reelegeu.

Mas agora voltemos ao bizarro incidente de 2010.

Continua após a foto

O castigo de Freddie Mercury para Mauricio Macri

O dia em que um ex-presidente da Argentina quase morreu engasgado com bigode postiço de Freddie Mercury 2
Reprodução/CBS News

Mauricio Macri tinha 51 anos e já era prefeito de Buenos Aires quando se casou pela terceira vez, em 2010, com a empresária Juliana Awada.

Diante de políticos, celebridades e amigos, e celebrando o amor por sua esposa, é claro que Macri decidiu colocar a icônica capa de Freddie Mercury, um bigode postiço e fazer uma de suas performances em homenagem ao ídolo.

Acontece que o prefeito já estava suado (fim de festa, sabe como é, né?!) e, quando ele foi começar a parte mais emocionante de “Somebody To Love”, o bigode acabou escorregando para dentro de sua garganta.

Como o próprio Macri contou em entrevista ao portal Infobae, ele precisou da ajuda do secretário de Saúde de Buenos Aires, o médico Jorge Lemus, para engolir o bigode postiço e conseguir recuperar o ar:

Eu queria cantar ao vivo. Coloquei um bigode de plástico e, quando comecei a cantar, fui puxar o ar e o bigode escorregou para dentro da minha boca. Engasguei. Meus amigos me dizem que fiquei totalmente pálido. Caí ali, nem podia respirar. Só me lembro do secretário Lemus enfiando um pedaço de pão para me forçar a engolir o bigode, era a única maneira. Eu pensei comigo mesmo, ‘Morrer no dia do próprio casamento? Que patético!’. Me lembro até hoje da cara da Juliana, que só chorava.

Maldosos dirão que foi um castigo divino por fazer versões tão ruins de um mestre do Rock como Freddie Mercury!

Assista abaixo a uma outra entreviista de Macri, ao lado da esposa Juliana, relembrando com bom humor daquele verdadeiro mico em seu casamento.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!