Scarlett Johansson
Foto de Scarlett Johansson via Shutterstock

Scarlett Johansson intensificou o debate sobre o uso da Inteligência Artificial (IA) após ficar extremamente incomodada ao descobrir que a OpenAI, laboratório de pesquisa de inteligência artificial, usou uma voz muito semelhante à dela em um novo sistema de ChatGPT.

A famosa atriz compartilhou uma declaração com a Rolling Stone nesta segunda-feira (20), revelando detalhes de uma proposta que recebeu da empresa no ano passado e qual foi sua reação ao descobrir que a ferramenta de IA ChatGPT 4.0 estava usando uma voz tão parecida com a sua, a ponto de “amigos próximos e meios de comunicação não enxergarem diferença”.

Johansson apontou que, em Setembro do ano passado, teve uma reunião com o CEO da OpenAI, Sam Altman. Na conversa, ele teria explicado que a voz da atriz poderia “ocupar a lacuna entre as empresas tecnológicas e os criativos e ajudar os consumidores a sentirem-se confortáveis” com a IA.

Apesar dos argumentos do empresário, a artista recusou a oferta após refletir bastante e por motivos pessoais, mas o que ela não esperava é que a voz “Sky” do ChatGPT iria soar quase idêntica à dela. Como muitos, e até mesmo a atriz, apontaram, a voz parecia alinhada com a de Scarlett no filme Her (2014). Em seu depoimento, ela disse:

[Sam] Altman até insinuou que a semelhança era intencional, twittando uma única palavra ‘her (ela)’ – uma referência ao filme em que dei voz a um sistema de bate-papo, Samantha, que estabelece um relacionamento íntimo com um humano.

Dois dias antes do lançamento da demonstração do ChatGPT 4.0, o Sr. Altman contatou meu agente, pedindo-me para reconsiderar. Antes que pudéssemos nos conectar, o sistema já estava disponível.

Scarlett Johansson alega que ChatGPT usou voz semelhante à dela após recusar oferta

Após a demonstração ao vivo do sistema na semana passada, Scarlett Johansson disse em seu depoimento que ficou “chocada, irritada e descrente” ao perceber a semelhança e contratou um consultor jurídico pedindo para a OpenAI “detalhar o processo exato pelo qual eles criaram a voz ‘Sky’”.

Em resposta à solicitação da atriz, ela diz que “a OpenAI concordou relutantemente em derrubar a voz ‘Sky’”. Johansson finalizou sua declaração dizendo:

Numa época em que todos lutamos contra deepfakes e a proteção da nossa própria imagem, do nosso próprio trabalho, das nossas próprias identidades, acredito que estas são questões que merecem clareza absoluta. Aguardo com expectativa uma resolução sob a forma de transparência e a aprovação de legislação apropriada para ajudar a garantir que os direitos individuais sejam protegidos.

Através do blog da empresa, o laboratório negou que “Sky” seja baseada na voz de Scarlett e disse que usou uma atriz diferente para desenvolver a voz do recurso, porém não revelou seu nome para manter sua identidade protegida.

O depoimento de Scarlett Johansson sobre o uso de uma voz semelhante à dela chega após cerca de 200 artistas assinarem uma carta aberta direcionada às empresas de tecnologia, pedindo para que elas se comprometam a utilizar a IA generativa de forma responsável, sem infringir ou diminuir os direitos dos criadores de música.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!