Mano Brown e Racionais MC's no desfile da Vai-Vai no Carnaval de São Paulo
Reprodução/Instagram

Os fãs de Rap que acompanharam os desfiles de Carnaval das escolas de samba de São Paulo neste sábado (10) certamente receberam uma grata surpresa. Isso porque Mano Brown e os Racionais MC’s estiveram no sambódromo do Anhembi, na capital paulista, para o desfile da Vai-Vai, que homenageou o Hip Hop no Brasil.

Com o samba-enredo “Capítulo 4, versículo 3 – Da rua e do povo, o hip hop: um manifesto paulistano”, que faz clara referência à música “Capítulo 4, versículo 3”, lançada pelos Racionais no disco Sobrevivendo no Inferno (1997), a escola de samba recebeu os músicos e contou inclusive com um discurso de Mano Brown na abertura.

Com bom humor e simpatia, Brown chegou a fazer uma alusão à música “Diário de Um Detento”, adaptando a letra para a situação do momento:

Bixiga, Bela Vista na área. Chegou a hora, São Paulo. São Paulo, dia 10 de Fevereiro de 2024. Dez e trinta da noite. [risos]

Continua após o vídeo

Racionais MC’s no Carnaval

Vestidos com a mesma roupa da bateria da Vai-Vai, Brown, ao lado de Ice BlueKL JayEdi Rock, curtiram o desfile e cantaram junto ao som do samba-enredo enquanto os carros alegóricos trouxeram diversas mensagens políticas, incluindo uma réplica pichada da estátua de Borba Gato, alvo de polêmicas em 2021 após ser incendiada em protestos.

Como informou a Revista Fórum, outros ícones do Hip Hop nacional também foram homenageados durante o desfile, incluindo Negra Li, qeu desfilou como Madrinha de Bateria; Nelson Triunfo e o grupo 509-E, representados nos figurinos da bateria; Tasha & TracieGloria Groove e Isa Isaac Silva, que desfilaram com a escola.

Logo abaixo, você pode conferir um vídeo mostrando os Racionais no sambódromo e, em seguida, veja a letra do samba-enredo da Vai-Vai!

Mano Brown e os Racionais marcam presença em desfile da Vai-Vai

Samba-enredo da Vai-Vai homenageia o Hip Hop no Carnaval de São Paulo

Olha nós aí de novo, coroa de rei

Capítulo 4, Versículo 3

Vai-Vai manifesta o povo da rua

É tradição e o samba continua

 

Laroyê, axé me dê licença,

Saravá, seu Tranca-Rua

Eu não ando só, o papo é reto

E a ideia não faz curva

Renegados da moderna arte

Não faço parte da elite

Que insiste em boicotar

“Acharam que eu estava derrotado” “ooooooo”

Quem achou estava errado”

Corpo fechado, sou cultura popular

Meu verso é a arma que dispara

E a palavra é a bala pra salvar

 

Balançou, balançou o Largo São Bento

Moinho de vento, a ginga na dança

Grande triunfo do movimento

No breaking o corpo balança

 

Solta o som, alô, DJ

Que eu mando a rima pra embalar manos e minas

Na batida perfeita, meu rap é a voz

As cores da minha aquarela

No muro, a tela que o tempo desfaz

Mas apagar jamais (Vai-Vai, Vai-Vai)

A força do conhecimento

No gueto, procedimento

Atitude de gente bamba

Tem hip-hop no meu samba

 

É preto no branco, no tom do meu canto

Preconceito nunca mais

Fogo na estrutura

Justiça, igualdade e paz

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!