7 curiosidades para descobrir quem é Teemu Mäntysaari, guitarrista que substituiu Kiko Loureiro no Megadeth
Reprodução/Instagram

Os fãs do Megadeth foram surpreendidos na semana passada com a decisão do guitarrista Kiko Loureiro de permanecer afastado da banda de Metal por mais um período.

A notícia foi confirmada pelo líder do grupo, Dave Mustaine, através de um comunicado em que ele explica a “licença prolongada” do músico brasileiro, que tomou a difícil decisão por conta da agenda “pesada” da turnê que a banda realizará em 2024.

Em Setembro deste ano, Kiko anunciou que estava retornando à Finlândia, onde mora atualmente, para se dedicar a assuntos familiares e revelou que seria substituído pelo guitarrista finlandês Teemu Mäntysaari, que ele mesmo indicou a Mustaine, durante a parte americana da Crush the World Tour.

Porém, após as informações mais recentes sobre a situação de Loureiro no Megadeth, que não confirma uma saída oficial do brasileiro da banda, alguns detalhes têm chamado a atenção do público.

Kiko Loureiro saiu do Megadeth?

O site oficial do icônico grupo de Metal foi recentemente atualizado e, no lugar da ficha pessoal de Kiko Loureiro, foram incluídas as informações do guitarrista suplente, Teemu Mäntysaari. Além disso, o brasileiro apagou a filiação ao grupo que fazia parte da biografia de seu perfil no Instagram.

Somado a essas mudanças, Dave Mustaine tem feito nos últimos meses uma série de elogios ao desempenho do guitarrista finlandês de 36 anos. Em Outubro, ele disse ao DJ Shaggy, do programa de rádio The Pick (via Roadie Crew):

(…) as pessoas estão ficando malucas sobre como as coisas estão acontecendo agora, porque temos uma química muito boa juntos. Conseguimos adicionar um monte de músicas ao set porque Teemu era fã de Metal. Kiko não cresceu batizado no Metal… Como o show que fizemos algumas noites atrás, (em que) abrimos com ‘Hangar 18’ e depois seguimos com ‘Mechanix’. Nunca fizemos isso antes, então é um começo bem pesado. E adicionamos uma segunda faixa do novo álbum com ‘Soldier On!’ e estamos nos preparando para adicionar uma terceira.

É difícil cravar agora se a substituição é definitiva ou não, mas por enquanto vale a pena mergulhar um pouco na trajetória de Teemu Mäntysaari e, para isso, preparamos uma lista com 7 curiosidades sobre o músico. Confira a seguir!

7 curiosidades para saber quem é Teemu Mäntysaari

1. Relação com a guitarra

Teemu nasceu em Tampere, Finlândia, em 1987. Segundo a biografia do seu site, ele começou a tocar violão aos 12 anos e pouco depois foi apresentado à guitarra elétrica. Sua primeira guitarra foi uma Ibanez RG320 usada, que ele costumava tocar em um antigo sistema de rádio antes de conseguir comprar um amplificador próprio de guitarra.

Inicialmente, Mäntysaari foi aprendendo a tocar o instrumento com a ajuda de livros e dicas de amigos, depois passou a tocar de ouvido e foi tentando aprender sozinho seus riffs e músicas favoritas. Em 2003, ele começou a ter aulas, aprendendo teorias e técnicas e no ano seguinte, aos 17 anos, foi para a capital finlandesa, Helsinque, estudar na Escola Secundária Sibelius-Iukio, instituição especializada em música, além de estudos acadêmicos regulares.

2. Influências musicais

Entre suas principais influências musicais estão diversos gêneros como metal, rock, blues ou fusion jazz e grandes músicos como Guthrie Govan, Joe Satriani, Steve Vai, Marty Friedman, Paul Gilbert, Greg Howe, Steve Lukather e Mark Knopfler.

O músico também parece bastante interessado no guitarrista sueco Yngwie Malmsteen, e sua ficha no site do Megadeth aponta que a biografia do músico foi o último livro que leu. Além disso, o baterista Mike Mangini foi citado como dono do seu livro favorito, Rhythm Knowledge I & II.

3. Banda e disco favorito

Ao citar sua banda e seu disco favorito, Teemu escolheu o grupo norte-americano de heavy metal Dio, comandado pelo saudoso Ronnie James Dio, e seu disco de estreia Holy Diver, lançado em 1983.

O álbum selecionado é considerado um verdadeiro clássico do Metal e um dos melhores discos dos anos 80, tendo ganhado disco de platina nos Estados Unidos. Em 2017, inclusive, foi eleito o 16º melhor álbum de metal de todos os tempos pela revista Rolling Stone. Além da faixa-título, a obra também conta com outros sucessos como “Rainbow In The Dark”, “Don’t Talk To Strangers” e mais.

4. Solo preferido do Megadeth

Para a ficha incluída no site do Megadeth, Mäntysaari escolheu o solo da faixa “Lucretia” como o seu preferido entre as obras lançadas pelo grupo de Dave Mustaine. A faixa integra o repertório do clássico Rust in Peace, quarto disco de estúdio do Megadeth, que foi lançado em 1990, e conta também com um riff poderosíssimo fornecido pelo lendário Marty Friedman.

5. Outros projetos musicais

Em 2004, Teemu entrou para sua primeira banda: o grupo de death metal melódico Imperanon, onde era guitarrista principal. No mesmo ano, ele fez um teste para o grupo Wintersun e foi escolhido para o cargo de segundo guitarrista. Enquanto acompanhava o Wintersun em turnês ao redor do mundo, o músico continuou no Imperanon até a separação da banda em 2007.

Durante a pausa da turnê do Wintersun para trabalhar em seu segundo disco, TIME I, Mäntysaari começou a dar aulas de guitarra e a construir uma lista de aspirantes a estudantes particulares. Já em 2015, ao mesmo tempo em que estava em turnê com o Wintersun, o artista ajudou a fundar uma banda cover chamada Run For Cover. Porém, o grupo começou a escrever suas próprias canções e passou a se chamar Smackbound. Ao lado do grupo, Teemu já lançou os discos 20/20 em 2020 e Hostage em 2023.

O músico, que nunca deixou de dar aulas particulares de violão, presenciais ou online, também contribuiu em outros diversos projetos musicais através de sessões de estúdio, fornecendo guitarra base, violão ou backing vocals, ou quando tocou guitarra para Raskasta Iskelmää durante vários shows em grandes festivais de verão em 2019.

6. Show mais memorável

Em sua lista de shows memoráveis, Teemu Mäntysaari destaca as apresentações das bandas finlandesas de Power Metal Stratovarius e Sonata Arctica no festival Tammerfest de 2001. Ele ainda diz que estes são os primeiros shows aos quais se lembra de ter ido, o que indica que realmente mudaram sua vida!

7. Apreciador de esportes

Antes de descobrir sua paixão pela música, Teemu era uma criança bastante dedicada aos esportes. Sua biografia diz que ele jogou futebol, hóquei no gelo e floorball (espécie de “hóquei de quadra”) em times locais.

Segundo sua ficha no site do Megadeth, estão entre seus hobbies “esquiar, andar de bicicleta e fazer ginástica”, e ele ainda citou como esportes favoritos os mesmos que praticava na infância, além de tênis e ginástica.

I WANNA BE TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e Rock Alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!