Netflix

Agora é oficial. Depois de aplicar a medida em outros países latinos como Argentina, Chile e Peru, a Netflix anunciou nesta terça-feira (23) que irá bloquear o compartilhamento de senhas também aqui no Brasil.

A gigante do streaming vai passar a notificar os usuários irregulares – aqueles que dividem sua conta na plataforma com outras pessoas que não moram na mesma casa.

Então, o dono da conta terá duas opções: pagar um adicional de R$12,90 por mês ou “transferir” a conta da outra pessoa para que ela crie uma assinatura própria. Todo o procedimento será guiado pela plataforma quando você acessar sua conta, se a medida for aplicável a você.

Em comunicado, a Netflix explicou que todas as pessoas que moram em uma mesma residência podem usar a plataforma onde quiserem, seja em casa, na rua ou enquanto viajam (veja no tweet mais abaixo). O que não é permitido é o uso por alguém que more em outro endereço.

Senha compartilhada da Netflix

Há um ano, a Netflix reportou uma perda de 200 mil assinantes no primeiro trimestre, primeiro resultado negativo para o período em 12 anos. Na ocasião, a empresa disse que o compartilhamento de senhas era um dos motivos para isso.

Só que a adoção do bloqueio desagradou os usuários da América Latina, e a Netflix acabou perdendo ainda mais assinantes nos três primeiros meses de 2023: cerca de 500 mil.

Em todo o mundo, cerca de 100 milhões de usuários utilizam a senha de outra pessoa, segundo estimativas da própria empresa. Já resolveu como vai fazer por aí?

LEIA TAMBÉM: Após 25 anos, Netflix mata serviço de DVDs que deu origem ao seu império de streaming

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!