Entenda polêmicas em show de Frank Ocean no Coachella
Reprodução/Twitter

O encerramento do primeiro fim de semana de Coachella 2023, neste domingo (16), proporcionou um dos episódios mais confusos e polêmicos da história do festival. E foi justamente durante o show do headliner, o cantor americano Frank Ocean.

Era a primeira apresentação do músico em seis anos — ele havia sido anunciado para a edição de 2020 do Coachella, cancelada por conta da pandemia. Ocean não lança um álbum desde o aclamado Blonde, de 2016, mas mesmo assim as expectativas eram enormes pelo que ele apresentaria.

Poucas horas antes do início do show, no entanto, a transmissão oficial no YouTube foi cancelada, algo muito raro na edição deste ano do festival. Depois, vieram relatos de momentos tensos e constrangedores durante a performance.

Por isso, o TMDQA! preparou 5 pontos pra você entender tudo que rolou no show de Frank Ocean no Coachella e o que pode acontecer no próximo domingo, quando o festival irá repetir seu line-up.

Pista de patinação no gelo

Fãs e jornalistas que estavam no Coachella relataram um atraso de uma hora para o início do show. Depois, veículos como Stereogum e insiders como The Festive Owl apuraram que isso aconteceu porque Frank Ocean mandou alterar toda a estrutura de palco em cima da hora.

E mais: essa estrutura incluía uma pista de patinação no gelo em formato de passarela, no meio e ao redor do palco. Inclusive, cem jogadores de hóquei de Los Angeles estariam ensaiando há semanas para a performance.

O festival teve que desmontar (e derreter) toda a estrutura ao longo do domingo, quando os portões já estavam abertos e os fãs estavam na grade. O The Festive Owl relatou que, se as alterações não fossem feitas, Ocean cancelaria o show.

Continua após o tweet

Tornozelo lesionado

Calma que piora. O que sobrou do palco foi apenas um telão gigante que ficava acima e à frente da banda, “escondendo” os músicos. Os espectadores que conseguiram ver Frank perceberam que ele estava sentado em um banquinho na maior parte do tempo.

Isso porque, conforme a Pitchfork publicou nesta segunda-feira, o cantor sofreu uma grave lesão no tornozelo poucos dias antes, ali mesmo no local do Coachella. Algumas fontes dizem que foi durante os ensaios, outras que se tratou de um acidente de bicicleta (?).

Os médicos teriam recomendado que ele não forçasse a perna nos shows, o que pode explicar o banquinho e as “limitações” no tamanho da performance.

LEIA TAMBÉM: Coachella libera vídeos oficiais do show de reunião do blink-182; assista

Remixes e DJ set

Os fãs que esperavam músicas inéditas depois de tanto tempo se decepcionaram. Frank Ocean havia preparado versões novas de alguns de seus hits, como “Pink + White” acústica, um remix Punk Rock de “Wiseman” e “White Ferrari” em estilo Synthwave.

Só que o músico usou playbacks e faixas pré-gravadas dos vocais em muitos momentos, e em outros até se retirou do palco. Também teve espaço para músicas reprisadas, covers de Aretha Franklin e The Isley Brothers e até um DJ set.

Isso mesmo: toda a parte do meio do setlist ficou a cargo da DJ Crystallmess, que tocou mashups de seu próprio repertório.

Continua após o vídeo

Frank Ocean perdeu o irmão

As pausas entre as músicas eram longas, e em alguns momentos Frank Ocean conversou com a plateia. Ele revelou o motivo para estar novamente nos palcos depois de seis anos e, para decepção dos fãs, não se trata de um novo disco.

O cantor falou sobre seu irmão, Ryan Breaux, que faleceu em 2020 em um acidente de carro. Nas redes, muitos fãs estão especulando que Frank não está no melhor estado mentalmente justamente por conta disso. Em sua resenha do show, o LA Times disse que ele “parecia estar lutando lá em cima” (via Brooklyn Vegan).

No discurso, Ocean deixou claros alguns de seus motivos para estar em uma noite, no mínimo, estranha:

Quero falar sobre o motivo pelo qual estou aqui, e não é por causa de um novo álbum. Não que não haja um novo álbum, mas não há agora. Não vai ser agora.

Nesses últimos dois anos a minha vida mudou tanto… Meu irmão e eu vínhamos muito a este festival. Eu era arrastado pra cá. Eu odiava a poeira, porque sempre tive infecção respiratória. […] Eu sei que ele estaria tão animado se estivesse aqui com todos nós. Quero agradecer pelo apoio, os ouvidos e o amor durante esse período. Vou voltar às músicas agora.

Toque de recolher

Pra fechar, é claro que o show terminaria de forma bizarra. Abruptamente, por volta de 0:20, Ocean anunciou no microfone que precisava respeitar o toque de recolher, porque havia chegado ao horário limite para realização do festival.

De fato, o toque de recolher acordado para o Coachella é à meia-noite aos domingos. De acordo com o TMZ, o evento desrespeitou o horário em todos os três dias do primeiro fim de semana, e por isso terá que pagar uma multa de 117 mil dólares.

Mas o festival ainda não disse se pediu para que Frank Ocean encerrasse o show — o que parece improvável, visto que os headliners de sexta-feira e sábado se apresentaram normalmente.

Resta saber se o cantor irá manter o show do próximo domingo, dia 23. Por enquanto, nem Ocean, nem o Coachella se manifestaram a respeito.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! CHARTS

Rock, Indie, Pop, Hip Hop e muitas músicas emblemáticas: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Charts e siga o TMDQA! no Spotify!