Nandi Bushell enaltece talento de Meg White e declara:
Reprodução/Twitter e Wikimedia Commons

Nandi Bushell é uma das artistas mais recentes a se manifestar em defesa da baterista Meg White.

A jovem artista de 12 anos compartilhou com seus fãs um vídeo tocando um trecho do clássico “Seven Nation Army” do The White Stripes e, acompanhando o registro, demonstrou seu apoio a White, que se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter na última semana depois de ser alvo de duras críticas feitas pelo jornalista Lachlan Markay.

Através de uma série de tweets, Nandi enalteceu o talento de Meg e destacou que o The White Stripes, que era formado também pelo ex-marido da baterista, Jack White, teve um papel importante em sua relação com a música. Ela disse:

Meg White é minha heroína. No primeiro dia em que me sentei na bateria, meu pai me mostrou o vídeo de ‘Seven Nation Army’. Eu vi Meg tocando bateria e pensei que ela era a pessoa mais legal do mundo. Eu ainda penso.

Quanto mais aprendo sobre música, mais percebo que canções e arte são criadas para despertar emoções profundas na alma. Não importa o quão rápidos sejam meus fills ou quantos rudimentos eu aprendo. Se eu não posso escrever uma música que comove as pessoas, então não posso me chamar de artista.

Meg e Jack [White] escreveram algumas das melhores músicas da história do rock. Eles me emocionaram aos 5 anos a ponto de querer tocar bateria e ainda hoje me emocionam! Meus gritos são para você, Meg! Você é e sempre será meu exemplo e heroína!

Ao final do vídeo compartilhado, é possível ver um breve registro do pai de Nandi Bushell tocando “Seven Nation Army” na guitarra enquanto a estrela mirim aparece tocando a faixa pela primeira vez, quando era bem novinha. Que memória!

Confira abaixo a publicação de Nandi Bushell.

Artistas defendem Meg White

Como te contamos anteriormente, o jornalista Lachlan Markay chegou a questionar as habilidades de Meg White, chamando sua atuação de “terrível” e afirmou que o The White Stripes teria sido melhor caso a baterista fosse substituída por outro músico. Saiba mais detalhes aqui.

Além de Nandi Bushell, quem também se manifestou em apoio a Meg foi o lendário Tom Morello, guitarrista do Rage Against The Machine, que chamou aqueles que apoiaram os comentários do jornalista de “tolos”.

Em sua conta do Instagram, Morello publicou uma imagem da baterista e compartilhou um texto rasgando elogios para a artista:

Há um punhado de bateristas de todos os tempos que são instantaneamente reconhecíveis tocando suas muitas canções de sucesso com sabor, fogo e talento. Ela está nessa lista, mano.

Ela faz muitos fills que costumam ser complicados? Não, graças a Deus. Ela tem estilo, swag e personalidade, força, bom gosto e grandiosidade que estão fora do comum e uma vibe que é intocável por todos vocês batedores de pele chatos que pensam que nós nos preocupamos com seus paradiddles sincopados ‘certinhos’.

Ela é uma força e seus discos são diplomas eternos sobre como fazer do seu jeito enquanto faz o maldito planeta balançar. Jack White também sabe, então mostre algum respeito.

Os comentários de Tom Morello e Nandi Bushell surgiram após outros nomes de destaque como Questlove, do The Roots, Geoff Barrow, do Portishead e Ruban Nielson, da Unknown Mortal Orchestra, também sairem em defesa da baterista, além do próprio Jack White, como te contamos neste link.

 

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!