UcconX
Reprodução/Twitter

Em 2017, um festival de música anunciado como “festa de alto padrão”, que aconteceria em uma ilha nas Bahamas, se tornou referência de má organização e golpe por meio de eventos.

O Fyre Festival, que tem a história brilhantemente retratada no documentário da Netflix O Grande Evento que Nunca Aconteceu (2019), terminou com o público desamparado e o organizador condenado a seis anos de prisão por fraude.

Nesta quarta-feira (27), enquanto rolava o primeiro dia do festival UcconX, voltado para o mundo geek que acontece em São Paulo, o nome do festival voltou à tona. Isso porque o evento chegou aos trending topics e passou a ser chamado por participantes e internautas de “Fyre Festival brasileiro” em uma história cheia de reviravoltas.

Cancelamentos de última hora

Quatro horas antes da abertura dos portões, o evento anunciou que dois dos principais convidados cancelaram a presença: Millie Bobby Brown, a Eleven de Stranger Things, e George Takei, o Hikaru Sulu de Star Trek.

A UcconX alegou que Millie Bobby Brown e o marido de George Takei testaram positivo para COVID-19. No entanto, a publicação foi deletada posteriormente, e até agora não houve mais detalhes.

Os cancelamentos, claro, refletiram no primeiro dia de evento: fotos postadas por quem compareceu mostram o Complexo do Anhembi, espaço de exposições em São Paulo, consideravelmente vazio — e não só de público.

O evento parece não ter tantos stands, expositores e palcos quanto é esperado um evento desse porte, como você pode ver através de algumas imagens abaixo.

Acontece que os ingressos chegavam a ultrapassar R$1 mil e, sem os principais convidados e atrações, muita gente está chamando a UcconX de fraude, inclusive pessoas que trabalharam na organização do evento.

Continua após o vídeo

LEIA TAMBÉM: Billy McFarland, criador do polêmico Fyre Festival, é solto da prisão antes do previsto

Ex-funcionários fazem denúncias no Twitter

No Twitter, a usuária Karla Tomaz relatou que trabalhou na organização da UcconX no início de 2022. Depois de planejar todo o evento, ela disse que foi desligada e passou meses sem receber ou sequer ter um retorno dos ex-chefes:

Minhas ideias estão ali, minha estrutura de conteúdo, os parceiros que negociei. Tudo meu está na UcconX, menos eu. Foram anos de promessas vazias e pagamento atrasado. Até que os diretores sumiram de vez. Pra quem vai no evento amanhã, saibam que vocês estão financiando uma organização que deu golpe em MUITA gente.

Hugo Melo, que trabalhou na organização do festival por 6 meses, fez um relato parecido. Ele disse ter participado de reuniões em um “escritório lindíssimo na Vila Olimpia”, um dos bairros mais ricos de São Paulo.

Segundo ele, a equipe chegou a ter mais de 20 pessoas, o investimento passava de R$8 milhões e o festival teria uma estrutura altamente tecnológica em 140 mil m² de área.

Ele publicou um vídeo do projeto inicial, que é absolutamente diferente da realidade mostrada pelos frequentadores do primeiro dia. Assista abaixo.

Continua após o vídeo

Ygor Palopoli, que é jornalista, mostrou um e-mail bastante suspeito sobre o credenciamento para o evento, e chamou a atenção para a proibição de celulares e adereços de cosplay na UcconX.

Nas diretrizes do evento, os participantes são proibidos de levar… câmera. Qual seria a razão? Qual a justificativa além de algo suspeito? Itens de adereços, cosplays, acessórios básicos como pingentes, também são proibidos. A pergunta segue: por que?

UcconX deve continuar até domingo

Confira abaixo as “threads” iniciadas por ex-funcionários da UcconX. Pelos registros do primeiro dia, o que aconteceu foi no mínimo um desrespeito com quem comprou o ingresso, né?

Esta é a primeira edição do festival, que acontece entre até domingo (31). George Takei estaria presente nos dias 28 e 29, e Millie Bobby Brown nos dias 30 e 31. Outras grandes atrações, como Rupert Grint (o Rony de Harry Potter), seguem confirmadas até o momento de publicação desta matéria.

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!