Reencontro de Phil Collins e Peter Gabriel, do Genesis
Reprodução / Twitter

Março foi um mês marcante para o Genesis. Isso porque foi em Londres, na O2 Arena, que o grupo que marcou diversas gerações de fãs da música realizou a sua última apresentação. No entanto, a noite contou com uma presença mais do que especial na plateia: a de Peter Gabriel.

Um show de fortes emoções que encerrou uma carreira de surpreendentes 55 anos acabou sendo um momento marcante para o vocalista da formação inicial do grupo, que não subiu ao palco mas foi saudado por Phil Collins antes de “Domino”.

Por não conseguir mais se sentar à bateria, Collins foi substituído por seu filho Nic, que mais tarde falou à Rolling Stone sobre o encontro nos bastidores do show:

Ainda não nos conhecíamos pessoalmente. Ser capaz de finalmente falar com alguém que teve um impacto tão grande na vida do meu pai e, obviamente, na minha foi realmente ótimo. Ele disse que havia sido um grande show e que estava feliz por ter comparecido, pois era importante para ele também. Era o final de algo que ele participou. Peter saiu em 1975 e nunca olhou para trás. Jamais se escorou no material do Genesis. Teve uma carreira solo muito, muito bem sucedida.

Nic continuou, falando que Gabriel estava bastante feliz:

Foi um ótimo show, uma bela maneira de encerrar tudo. Quando acabou nos trocamos, jantamos e todos estavam lá. Foi apenas uma grande confraternização.

Tivemos sorte que a situação da COVID-19 já não precisava de tantas precauções. Finalmente conseguimos ter pessoas nos bastidores. Durante toda a turnê, não pudemos fazer nada assim. Foi ótimo ver todos juntos e ouvir as pessoas compartilhando memórias.

Você pode ver um registro desse momento histórico logo abaixo ou na capa da matéria!

O fim do Genesis

Com 15 discos de estúdio e mais de 150 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, o Genesis encerra uma carreira de muito sucesso. Infelizmente, a banda contou com diversos atrasos e impedimentos por conta da pandemia, mas a turnê The Last Domino acabou acontecendo na América do Norte e Europa.

A banda chegou a vir ao Brasil apenas uma vez, em 1977. Na ocasião, o grupo tocou duas vezes em Porto Alegre, quatro no Rio de Janeiro e seis em São Paulo.

LEIA TAMBÉM: Iron Maiden anuncia shows em São Paulo, Curitiba e Ribeirão Preto

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar