Obra de Banksy
Crédito: reprodução
 

Christopher Walken destruiu uma obra de Bansky no set da série “The Outlaws”, da BBC, em Bristol, na Inglaterra. Se você não assistiu ao final da primeira temporada, deve estar se perguntando o porquê disso e a gente explica.

De acordo com a Mixmag, Banksy pintou tempos atrás um de seus famosos ratos em um prédio que fica na cidade onde nasceu. Apesar de tudo ter sido parte do roteiro, a obra foi realmente destruída, como conta um porta-voz da produção à BBC:

Podemos confirmar que a arte no episódio final de ‘The Outlaws’ era um original de Banksy e que Christopher Walken pintou sobre a arte durante as filmagens desta cena, destruindo-a.

No último episódio da série dirigida por Stephen Merchant, exibido em 25/10, o personagem de Walken descobre o rato de Banksy pintado em uma parede e pergunta a seu supervisor se deve pintar por cima do graffiti, pois vê duas latas de spray atrás de algumas tábuas de madeira.

Na sequência, o oficial de condicional do personagem está olhando para o outro lado quando é perguntado e não percebe que o objeto do questionamento é um Banksy. Sendo assim, ele diz que todos os murais devem ser pintados, o que acontece na frente da câmera. A obra destruída valia £10 milhões (aproximadamente R$62 milhões).

Que grana indo para o espaço!

Obras de Banksy que pertenciam ao Massive Attack foram leiloadas

No mês passado, duas telas de Banksy que pertenciam ao Massive Attack foram leiloadas em um evento de caridade por £155,1 mil (equivalente a quase R$1 milhão). Vale lembrar que há rumores de que o misterioso artista seria justamente Robert Del Naja, um dos integrantes do trio de Trip Hop.

A obra autodestrutiva “Love Is In The Bin” também foi a leilão em Outubro, sendo arrematada por £6 milhões (quase R$38 milhões) — valor seis vezes maior que seu preço original.

LEIA TAMBÉM: Em vídeo, Banksy mostra bastidores de obra recente no muro do presídio de Reading