Travis Scott em show na Espanha, 2018
Foto de Travis Scott via Shutterstock
Ouça a nova música de Juliah!    

Além do falecimento de oito pessoas após a situação trágica que ocorreu no festival Astroworld, organizado por Travis Scott, algumas das centenas de pessoas feridas ainda estão lutando por suas vidas.

Esse é o caso de um menino de nove anos de idade chamado Ezra Blount, que está em coma induzido após ter sofrido “ferimentos com risco de vida” por ter sido “pisoteado” durante o evento que ocorreu no Texas, nos EUA.

As informações foram compartilhadas pelo advogado Ben Crump, que foi contratado pelos pais do menino, em uma declaração em sua conta do Twitter.

Após relatar o estado de saúde do garoto, Crump, que também está representando outras vítimas do festival que ocorreu na última sexta-feira (5), acrescentou:

O sofrimento que esta família está passando é incomensurável. Esse garotinho tinha toda a vida pela frente – uma vida que atualmente está em perigo por causa da má administração imprudente que se seguiu no Astroworld Festival.

Pedimos a todos que enviem as orações mais poderosas que puderem, enquanto esta família tenta lidar com o dano inevitável que foi feito a seu filho. Exigimos justiça para EB, sua família e todos os nossos clientes que deixaram o Astroworld com trauma.

Tragédia no Astroworld

Em entrevista à Rolling Stone (via NME), a avó de Ezra, Tericia Blount, explicou como seu neto sofreu as lesões após o caos gerado no Astroworld.

Ela aponta que a criança estava sendo carregada nos ombros de seu pai, Treston, antes de ter ficado presa na multidão pouco tempo depois que Scott deu início ao seu show. Tericia disse:

Ele gritava: ‘Não consigo respirar’. Mas todo mundo estava pressionando. Era tão apertado, sem saídas. O pai dele não conseguia respirar e desmaiou. Não sabemos realmente o que aconteceu com Ezra depois disso.

Segundo a avó, o garoto de nove anos foi internado no hospital e listado como anônimo, com danos nos rins, pulmão e fígado.

Basicamente, todos os órgãos sofreram danos. Ele teve uma parada cardíaca. Seu coração está fraco e também ferido. E seu cérebro está inchado e ele está em coma induzido.

Tericia revelou que Ezra se tornou fã do rapper por meio de sua colaboração com o jogo Fortnite, onde ele realizou um show virtual chamado “Astronomical” no ano passado. Inclusive, a venda do emote de Scott está suspensa da loja do game após a tragédia.

Ao falar com uma emissora local, que incialmente informou a hospitalização de Ezra, a avó do garoto questionou a falta de responsabilidade do evento em deixar que um conflito desse tamanho ocorresse. Indignada, ela disse:

Por que isso não poderia ter sido evitado? Por que Travis Scott não parou? Ele não estava observando as ambulâncias e as pessoas realizando a ressuscitação cardiopulmonar (RCP)? Ele não se preocupa com a cidade de Houston? O prefeito deu-lhe a chave. Esta é a cidade de onde ele veio. Por que ele não estava cuidando das pessoas?

Uma página GoFundMe foi feita para apoiar Ezra e sua família. A Live Nation, gigante do entretenimento também responsável pelo evento, anunciou que está desenvolvendo um fundo para pagar os honorários médicos dos feridos.

Já Scott disse que irá cobrir os custos do funeral de todas as vítimas fatais, além de oferecer sessões gratuitas de terapia para aqueles que compareceram ao evento.

Como te contamos ontem por aqui, estão surgindo processos movidos contra o rapper, a Live Nation e outras empresas envolvidas com o Astroworld, assim como novos depoimentos sobre o ocorrido no festival. Que pesadelo.

   
Compartilhar