David Ellefson
Foto via Wikimedia Commons
Ouça o novo disco de Diego Tavares!  

Após ser demitido do Megadeth por um escândalo sexual que envolveu acusações de pedofilia, o baixista David Ellefson afirma ter sentido algo semelhante ao que Jesus Cristo passou.

A fala veio em uma nova entrevista com o podcast That Metal Interview, onde ele foi questionado sobre como está se sentindo cerca de seis meses depois de sua demissão (via Blabbermouth):

Eu estou bem. Eu só fiquei no escuro. Eu aproveitei o tempo para meio que só processar tudo, me curar de tudo. Eu obviamente nunca tive nada parecido com isso acontencendo comigo antes. E o fato de que estava acontecendo assim foi só… eu não conseguia acreditar no nível de, só de quanto a humanidade é uma merda; eu só não conseguia acreditar, cara. Eu fiquei, tipo, ‘É. Beleza. Agora eu…’. Não querendo usar uma referência religiosa, mas acho que eu sei como Jesus se sentiu.

Carregue sua cruz e então mate-o. Merda, pegamos o cara errado. Não quero fazer disso algo religioso, mas é só uma daquelas coisas, eu não conseguia nem acreditar. Eu não vou mentir — eu mereço mais do que isso. E é por isso que eu saí das redes sociais e me afastei de todas essas coisas. E eu fiquei só, tipo, quer saber? Eu dediquei minha vida inteira à minha profissão e ao meu trabalho e à minha arte e a ser alguém que se apresenta e entretém, e ninguém merece ser tratado assim. Isso é só absolutamente algo que não foi merecido em nenhum nível.

Você pode saber mais sobre o escândalo sexual envolvendo menores de idade que provocou a saída de Ellefson do Megadeth clicando aqui.

Ouça a nova música de Juliah!      
Compartilhar