Jon Bon Jovi e Bryan Adams
Crédito: reprodução
Ouça o novo disco de Diego Tavares!  

Astros do Rock desde os anos 1980, Jon Bon Jovi e Bryan Adams testaram positivo para COVID-19 e precisaram cancelar shows.

De acordo com a emissora WSVN 7 News (via NME), o líder do Bon Jovi estava prestes a se apresentar em Miami no último sábado (30) quando soube que foi infectado pelo coronavírus. Inclusive, muitos fãs já estavam dentro da casa de espetáculos quando foram comunicados de que não haveria apresentação naquela noite.

Já Bryan deveria participar no mesmo dia da cerimônia do Hall da Fama do Rock em homenagem a Tina Turner. Na ocasião, o músico se juntaria a H.E.R. para cantar “It’s Only Love”, hit de 1985. Com seu diagnóstico de COVID confirmado, Adams foi substituído por Keith Urban.

Um representante de Bon Jovi — que tem se mostrado um apoiador ferrenho da vacina — disse à Variety que o vocalista está “vacinado com as duas doses e se sentindo bem”. A equipe de Bryan também se manifestou e afirmou à Billboard que o cantor está “completamente vacinado e sem apresentar qualquer sintoma”.

Pelo menos isso, né? Que os dois se recuperem logo!

Turnê conjunta de Bon Jovi e Bryan Adams foi cancelada

No primeiro semestre de 2020, Bon Jovi cancelou a turnê que faria com Bryan Adams por causa da pandemia. Ele explicou por meio de um comunicado que não apenas iria adiar os shows como cobraria das empresas que vendem ingressos o reembolso para os fãs.

No mês passado, Adams anunciou turnê pelo Reino Unido para divulgar seu 15º álbum de estúdio, So Happy It Hurts, lançado em Março. A excursão com 20 shows está prevista para começar em Maio.

LEIA TAMBÉM: O dia em que Jon Bon Jovi “invadiu” um casamento para cantar “Livin’ On a Prayer”

Ouça a nova música de Juliah!      
Compartilhar